Da TV Jornal

O homem que foi flagrado por câmeras de segurança agredindo um morador de rua após flagra-lo tendo relações sexuais com sua esposa, em Planaltina, no Distrito Federal, afirma que a mulher na verdade foi vítima de abuso sexual.

O caso que ocorreu no último dia 9 de março e ganhou repercussão em todo o Brasil. De acordo com o marido, que trabalha como educador físico, a esposa estaria em surto psicótico e, assim, não teria havido relação extraconjungal consensual, e sim um estupro.

“Não se trata de uma traição conjugal, e, sim, crime de violência”, disse, em nota enviada ao Metrópoles.

Confusão

Após a confusão, os envolvidos foram encaminhados para a 16ª Delegacia de Polícia de Planaltina. Aos policiais que atenderam a ocorrência, informalmente, a mulher alegou que a relação sexual foi consensual. Uma testemunha ouvida pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) deu a mesma versão.

De acordo com o marido, a mulher, atualmente, estaria sob cuidados médicos em uma unidade de saúde pública.

No depoimento, a mulher também revelou que via o homem como seu esposo e às vezes como Deus. “Às vezes eu enxergava ele como Deus”, relatou.

Após isso ela se dirigiu com o morador de rua para o carro onde tudo aconteceu.

Veja também:   Situação crítica no Vila Bela e causa revolta em moradores