Do g1

Foto: Reprodução/Google Street View

Uma menina de 1 ano e 4 meses foi encontrada morta, nesta quinta (9), dentro da cisterna de uma casa em Limoeiro, no Agreste de Pernambuco. De acordo com a Polícia Civil, a mãe e o padrasto da menina foram presos em flagrante e autuados por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. Eles vão passar por audiência de custódia na sexta (10).

A delegada Maria Bethania Tavares, titular da Delegacia de Limoeiro, afirmou que a mãe estava machucada e que tentava ir para Santa Cruz de Capibaribe, também no Agreste, quando foi abordada por policiais. “Ela contou que a filha tinha caído em uma cisterna e fomos ao local”, disse.

Segundo a delegada, a criança estava dormindo com a mãe no primeiro andar da casa onde elas estavam hospedadas e o padrasto dormia no térreo.

“Ela desceu. A cisterna estava aberta e a criança foi e caiu. Houve negligência, porque a cisterna estava aberta. A mãe disse que foi embora, porque ele [padrasto] estava culpando ela e queria agredi-la”, afirmou.

Os nomes da criança, da mãe e do padrasto não foram divulgados pela polícia. Também encontravam-se na casa mais dois adultos e outras crianças, mas que não estavam com o casal autuado.

Ninguém disse ter visto a menina cair na cisterna, disse a delegada. Após a realização dos procedimentos legais, o corpo foi levado para o Instituto de Medicina Legal (IML).

Veja também:   Os festejos juninos em ST produzem afetos