Ministério da Saúde publica 22 cuidados para evitar riscos à saúde

Da Folha de PE

Brasil está enfrentando nos últimos dias uma nova onda de calor e altas temperaturas com termômetros marcando acima de 40°C e sensações térmicas que ultrapassam os 50°C.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), as regiões Norte, Sudeste e Centro-Oeste do país estão sendo as mais afetadas.

Como este calor, se não tiver os cuidados ideais, pode ser fatal, o Ministério da Saúde criou uma página especial com 22 cuidados e medidas importantes para evitar riscos à saúde.

Segundo a pasta, a ingestão de água continua sendo fundamental, como o uso de protetor solar que deve ser aplicado 30 minutos antes da exposição ao sol para que seja absorvido e deve ser reaplicado a cada duas horas em que permanecer sob ele.

Veja também:   TCE-PE aprova contas de Santa Cruz da Baixa Verde

O órgão também fala que as pessoas devem evitar exposição no período em que o sol está mais forte — das 10h às 16h.

“Idosos, crianças, mulheres grávidas, pessoas doentes ou acamadas são vulneráveis e merecem mais atenção. Idosos e crianças, por exemplo, têm muita dificuldade de reconhecer a sede. Por isso, é necessário oferecer água com muito mais frequência a eles”, alerta Agnes Soares, diretora do Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental e do Trabalhador.

Confira as 22 medidas:

  • Evite a exposição direta ao sol, em especial, de 10h às 16h;
  • Se expor ao sol sem a proteção adequada contra os raios ultravioleta deixa a pele vermelha, sensível e até com bolhas. Use protetor solar;
  • Use chapéus e óculos escuros (especialmente pessoas de pele clara);
  • Proteja as crianças com chapéu de abas;
  • Use roupas leves e que não retêm muito calor;
  • Diminua os esforços físicos e repouse frequentemente em locais com sombra, frescos e arejados;
  • Em veículos sem ar-condicionado, deixe as janelas abertas;
  • Não deixe crianças ou animais em veículos estacionados;
  • Aumente a ingestão de água ou de sucos de frutas naturais, sem adição de açúcar, mesmo sem ter sede;
  • Evite bebidas alcoólicas e com elevado teor de açúcar;
  • Faça refeições leves, pouco condimentadas e mais frequentes;
  • Recém-nascidos, crianças, idosos e pessoas doentes podem não sentir sede. Ofereça-lhes água;
  • Se possível, feche cortinas e/ou janelas mais expostas ao calor e facilite a circulação do ar;
  • Abra as janelas durante a noite;
  • Utilize menos roupas de cama e vista-se com menos roupas ao dormir, sobretudo, em bebês e pessoas acamadas;
  • Informe-se periodicamente sobre o estado de saúde das pessoas que vivem só, idosas ou com dependência que vivam perto de si e ajude-as a protegerem-se do calor;
  • Mantenha ambientes úmidos com umidificadores de ar, toalhas molhadas ou baldes de água;
  • Mantenha medicamentos abaixo de 25º C na geladeira (ler as instruções de armazenamento na embalagem);
  • Procure aconselhamento médico se sofrer de uma doença crônica condição médica ou tomar vários medicamentos;
  • Busque ajuda se sentir tonturas, fraqueza, ansiedade ou tiver sede intensa e dor de cabeça;
  • Se sentir algum mal-estar, busque um lugar fresco o mais rápido possível e meça a temperatura do seu corpo e beba um pouco de água ou suco de frutas para reidratar;
  • No período de maior calor, tome banho com água ligeiramente morna. Evite mudanças bruscas de temperatura.
Veja também:   Guindaste pega fogo e desaba sobre prédios em Nova York