Publicado às 04h18 desta terça-feira (23)

Um morador da Caxixola desafiou a Secretária de Educação, Marta Cristina, após pronunciamento através de nota oficial, sobre matagal na Escola José Rufino Alves. A polêmica surgiu depois de uma denúncia ter chegado ao Farol devido o matagal na escola.

Na nota, a secretária disse que vem fazendo a capinação nas escolas e que o matagal que a moradora havia denunciado era em terreno privado. Em seguida, a mesma moradora rebateu reafirmando a existência do matagal na escola. Segundo ela, há 8 anos mora em frente ao educandário e nunca foi feito uma limpeza.

Diante desses fatos, outro morador do bairro se pronunciou através de vídeo desafiando a secretária a ir pessoalmente mostrar a limpeza no terreno, que segundo ele não existe. Pelo contrário, a vegetação já ultrapassa as paredes da murada da escola.

“Olha aí, senhora secretária, o terreno da escola que a senhora disse que é limpo por dentro aqui. Eu estou por fora do grupo da escola. É tão limpo que a vegetação, o matagal, está passando do muro da escola. Estou pelo lado de fora, por aí dá para imaginar o lado de dentro do grupo (…) estão vendo aí a situação, o matagal como é que é? Pelo lado de fora dá pra ver o lado de dentro do muro que pertence a escola da Caxixola. A senhora secretária falou que o terreno era limpo. Eu gostaria que a senhora viesse aqui pessoalmente e mostrasse para nós qual é a limpeza que existe no terreno aqui (…) ok, senhora secretária.”

Relembre:

Leitora diz que Secretaria não falou a verdade sobre matagal em escola

Cobras assustam ao redor de escola em Serra Talhada

Secretaria rebate denúncia de cobras em escola