Fotos: Farol de Notícias / Celso Garcia

Publicado às 04h55 desta sexta-feira (1)

A educação é o caminho da esperança. Uma serra-talhadense decidiu escrever outra história de vida com as próprias mãos e retomou os estudos interrompidos no 3° ano do Ensino Fundamental. Maria das Dores, é uma serra-talhadense de 44 anos que trabalhou cerca de 13 anos em Serra Talhada e região como garota de programa.

Em conversa com a reportagem do Farol, ela contou que sempre quis trabalhar em outras áreas, mas com pouco estudo e o preconceito da sociedade não consegue trabalho. Há cerca de um mês parou de trabalhar no ramo e se matriculou em uma turma de Educação de Jovens e Adultos (EJA).

“Eu tenho dois filhos e dois netos, a minha nora está grávida novamente e eu decidi mudar de vida. Além de estar cada vez mais difícil conseguir trabalhar nos bares, passei muita humilhação, fome e necessidade. Hoje estou com a energia cortada, estava com três contas de luz atrasadas e consegui pagar uma com ajuda de doações, mas não sei como fazer. Só não volto aos bares, vai ser difícil, mas não quero mais”, afirmou ela.

Maria das Dores também contou, sem romantizar sua situação financeira e a retomada a escola, que entende as dificuldades que passará, e no futuro pretende trabalhar com vendas.

“Eu gostei muito da minha professora, voltei a estudar do começo como se tivesse na primeira série. Já tenho meus livros, caderno, caneta tudo. A diretora disse que depois vamos ganhar farda. Eu não tenho condições de sonhar com nada, só quero mudar de vida, garantir meu sustento, pagar minhas contas. Eu trabalharia com qualquer coisa, só não volto para o bar. Se fosse um trabalho, assim, com vendas ou com qualquer coisa”, refletiu.

Veja também:   Distrito de Santa Rita realiza festa em ST