Do UOL

Foto: Reprodução/TikTok

Bridgette Davis, 36, de Cincinnati, nos Estados Unidos, ganhou destaque nas redes sociais após detalhar conversa que teve com a amante do marido após a morte dele. Em vídeo, publicado no TikTok, ela mostra a conversa que teve com a amante, que questionou se poderia ir ao enterro – algo que ela negou. A história foi divulgada nesta semana pelo Daily Mail.

“Quando seu marido de 10 anos morre e você tem que contar para a amante dele”, escreveu Bridgette no vídeo viral que já tem mais 2,4 milhões de visualizações.

Na conversa, a amante diz: “Não posso acreditar nisso. Não posso, estou perdendo. Eu não posso fazer isso de novo. Ele me prometeu”, diz a amante, sem deixar claro que promessa o homem teria feito. “Posso ir onde ele foi enterrado?”, continua ela. “Não”, responde Bridgette.

A história ocorreu em 2018, mas foi compartilhada apenas na semana passada. Após a repercussão, Bridgette compartilhou mais detalhes sobre o caso.

Em um dos vídeos, ela diz que a amante sabia que ele era casado com ela há dez anos e que eles tinham dois filhos juntos, que foram educados em casa.

Bridgette ainda explicou que o marido lutava contra uma doença mental e foi diagnosticado com bipolaridade em 2017 – ele acabou morrendo por suicídio em 2018.

“Em novembro de 2017, encontrei algumas coisas questionáveis no telefone dele que terminou em uma grande discussão e ele acabou saindo para a noite. Ainda não sei para onde ele foi. Quando chegou em casa, às 5h, ele falou com ela sobre o quanto estava lutando e disse que havia saído de casa com um revólver, com a intenção de se matar”, explicou ela.

Veja também:   Ladrão é detido por populares ao tentar furtar moto em ST

A mulher ainda afirmou que procurou ajuda para trabalhar com a saúde dele, mas que ainda assim encontrou mais “coisas questionáveis” no telefone do marido.

Em março de 2018, ele disse à esposa que havia conhecido alguém em um site de relacionamento.

Bridgette disse que não dará mais detalhes sobre o caso, em respeito aos filhos.

Centro de Valorização da VidaCaso você esteja pensando em cometer suicídio, procure ajuda especializada como o CVV (Centro de Valorização da Vida) e os CAPS (Centros de Atenção Psicossocial) da sua cidade. O CVV funciona 24 horas por dia (inclusive aos feriados) pelo telefone 188, e também atende por e-mail, chat e pessoalmente. São mais de 120 postos de atendimento em todo o Brasil.