Do g1 Mundo

Foto: Pixabay

A Nova Zelândia tem planos para proibir a venda de cigarros para pessoas de 14 anos ou menos para o resto das vidas delas. Ou seja, a idade mínima legal para comprar cigarros vai seguir a idade das pessoas que terão 14 anos na data de implementação da regra.

O governo apresentou a proposta nesta quinta-feira (9).

A ideia é que a nova lei entre em vigor a partir de 2027. Uma pessoa de 14 anos em 2027 não poderá comprar cigarros aos 60 anos, em 2073.

O governo pretende fazer consultas a uma força tarefa de saúde dos maoris, um povo originário do país, nos próximos meses e encaminhar a proposta ao Parlamento em junho de 2022. A ideia é aprovar o texto até o fim do ano que vem.
O número de empresas autorizadas a vender cigarros também vai diminuir, e os produtos com nicotina precisarão diminuir a quantidade da substância.

“Queremos garantir que as pessoas jovens nunca comecem a fumar, e vamos tornar a venda ou fornecimento de produtos de tabaco às novas gerações um ato ilegal”, disse Ayesha Verrall, ministra associada da Saúde na Nova Zelândia.

A Nova Zelândia diz que os fumantes geralmente ficam viciados já durante a juventude. De acordo com o governo, 4 em 5 neo-zelandeses que fumam começaram até os 18 anos. Quase todos (96%) começaram até os 25 anos.

Com essas medidas, eles estimam que que haverá 5.000 mortes evitáveis a menos por ano.

Ainda não há um detalhamento de como será a fiscalização dessas novas regras. As informações deverão ser repassadas no ano que vem.

Regras atuais

A venda de cigarros para menores de 18 anos já é proibida, mas os críticos dizem que essa regra não é suficiente para reduzir as taxas de tabagismo.

Veja também:   Mianmar acusa jornalista japonês de espalhar notícias falsas

A Nova Zelândia é um dos 17 países do mundo onde as embalagens de maços de cigarro devem ser neutras.

Maoris fumam mais

Na Nova Zelândia, os maoris, um povo originário, fumam mais que o resto da população. A nova lei tem como principal objetivo diminuir o consumo entre os maoris.

“Se nada mudar, vai demorar décadas até que as taxas de fumantes entre os maoris caiam para menos de 5%, e esse governo não vai deixá-los para trás”, disse Verrall.

Hoje, cerca de 11,6% de todos os neo-zelandeses com 15 anos ou mais fumam.

Entre os maoris, essa proporção é de 29%.