Do Diario de Pernambuco

Foto: Foundry Co/Pixabay

Onze bebês recém-nascidos morreram nesta quarta-feira (25) em um incêndio em um hospital em Tivaouane, no oeste do Senegal, anunciou o presidente do país africano, Macky Sall.

“Acabo de tomar conhecimento, com dor e consternação, do falecimento de 11 recém-nascidos em um incêndio ocorrido no serviço de neonatologia do hospital” público de Tivaouane, disse Sall no Twitter.

O incêndio foi causado por “um curto-circuito e o fogo se propagou muito rapidamente” pelo local, afirmou o prefeito da cidade, Demba Diop. “Três bebês se salvaram”, acrescentou.

De acordo com a imprensa local, o hospital foi inaugurado recentemente.

Um incidente similar aconteceu no Senegal em abril, no município de Linguere, quando um incêndio provocou a morte de quatro bebês em um hospital.

O prefeito dessa cidade disse que a origem das chamas foi um problema elétrico no sistema de ar condicionado da área da maternidade, onde havia seis bebês.

Veja também:   Ministro diz que governo não pode interferir em preços de combustíveis