IMG_81096802139100Por Gilvan Magalhães, Cientista Político com especialidade em Sociologia e Antropologia na UFPE

Lula reunia o Conselho de Desenvolvimento Social (Conselhão) e as propostas se transformavam em medidas provisórias, evitando projetos de lei de autoria dos deputados. Lula se reunia com as centrais sindicais e as propostas se transformavam em medidas provisórias, evitando projetos de lei de autoria dos deputados.

Dessa forma, Lula “contornou” o Congresso e praticamente esterilizou a atividade política, transformando-a em mera troca de favores, nomeações e emendas. Esquartejou a administração e entregou os ministérios aos partidos. Não estava nem aí para o que acontecia lá dentro do Congresso.

Veja também:   PEDÁGIO: Governador confirma cobrança na BR-232, mas diz que a culpa é do governo Dilma

O que sempre interessou a Lula foram as pesquisas de opinião pública. E ele acertou.

Dilma decidiu fazer diferente. Não recebe políticos, não dá tapinhas na barriga, não tira fotos, não convida para o AeroDilma. Reúne os empresários para convencê-los a pressionar o Congresso. Pressionar através de projetos importantes? Não.

Como são os principais financiadores de campanha, Dilma é explícita. Quer que os empresários pressionem os parlamentares a votarem docilmente com o governo, senão… ai ai ai… fecham as bolsas.