Pai de autor de massacre é declarado culpado de homicídio culposo
EUA – Foto: Angela Weiss/AFP

Por Folha de Pernambuco

O pai do jovem estadunidense que matou quatro estudantes do ensino médio em 2021 com uma arma que foi um presente de Natal antecipado, foi considerado culpado nesta quinta-feira (14) de homicídio culposo, semanas após uma sentença semelhante para a mãe do adolescente.

Após um dia de deliberações, os 12 membros do júri deram o veredicto, conforme relatado pela mídia americana.

James Crumbley, de 47 anos, foi julgado por seu papel no massacre cometido por seu filho Ethan Crumbley, de 15 anos na época, em uma escola em Michigan (norte dos Estados Unidos).

Veja também:   Deputados aprovam projeto que torna CPF o único nº de identificação

Receba as manchetes do Farol em primeira mão pelo WhatsApp (clique aqui)

A mãe, Jennifer Crumbley, também foi considerada culpada de homicídio culposo em fevereiro e aguarda a leitura de sua sentença em 9 de abril.

Os pais foram acusados de homicídio culposo pelo ataques a tiros cometido pelo filho devido ao seu fracasso em cumprir o dever legal de controlar suas ações.

Eles correm o risco de receber uma sentença de até 15 anos de prisão.

A mulher testemunhou durante seu julgamento que James Crumbley comprou uma pistola 9mm SIG Sauer para seu filho Ethan como um presente de Natal antecipado, pouco antes do ataque, e que ela mesma levou o jovem a um campo de tiro no dia seguinte.

Veja também:   Estacionamento desaba e deixa um morto e outras cinco pessoas feridas

Ethan Crumbley foi julgado como adulto e condenado em dezembro à prisão perpétua. Em outubro de 2022, ele se declarou culpado de levar a arma com 50 balas em sua mochila para sua escola secundária e disparar contra outros estudantes.

Os principais fatos de Serra Talhada e região no Farol pelo Instagram (clique aqui)

Ele matou duas meninas e dois meninos com idades entre 14 e 17 anos e feriu outros seis alunos e um professor.

Nos Estados Unidos, a pressão para punir os pais aumenta devido ao número de mortes por armas de fogo envolvendo menores de idade.

Veja também:   Betânia garante pagamento de servidores públicos