Publicado às 17h46 desta quarta-feira (6)

Imagem ilustrativa

Com o avanço da Covid-19 se refletindo também no número de internamentos em Serra Talhada, a Secretaria Municipal de Saúde vem apertando o cerco às aglomerações em praças e bares. Desde o último dia 30, a Prefeitura colocou uma blitz fixa na Praça Lampião, no Centro, mas vem observando agora o deslocamento destes grupos para outros locais, onde o que comanda são os ”paredões” de som. Em live de monitoramento, no início desta semana, a secretária executiva de Saúde, Alexsandra Novaes, disse que um problema hoje são as aglomerações após o fechamento de bares à meia noite.

“Nosso problema hoje é realmente a aglomeração em bares, a gente já reforçou nossas blitz, a gente viu também que bares vêm obedecendo no sentido de fechar a meia noite, nos cuidados do protocolo da Vigilância Sanitária, a questão agora é a população, assim que o bar fecha vai para as praças, vai para as ruas, liga paredão de som… E além de causar incômodo à vizinhança, se aglomeram de forma irregular transmitindo o vírus”, disse Alexsandra Novaes, complementando:

“A gente decidiu que além das blitz móveis, a gente botou uma blitz fixa desde o dia 30 de dezembro ali em torno da pracinha Lampião, numa parceria com a STTrans, Guarda Municipal, Vigilância Sanitária e a PM, e tivemos um resultado positivo, mas já estamos observando que estão começando a migrar da praça Lampião para outros bairros da cidade”.

Veja também:   Ricardo Rocha prepara torneio inédito para ST com apoio de Sebá