A Secretaria da Mulher de Serra Talhada vem desenvolvendo um trabalho importante na luta pelo fortalecimento da rede protetiva de mulheres vítimas de violência no município. Entre algumas ações, o serviço de acolhimento e orientação tem se destacando pelo número de atendimentos.

De acordo com a vice-prefeita e secretária da Mulher, Tatiana Duarte, o serviço está sendo bastante procurado pelas serratalhadenses, o que significa uma mudança brusca no comportamento da classe feminina da Capital do Xaxado.

“Muitas preferem usufruir da orientação por telefone e ligam para tirar dúvidas e conhecer os mecanismos de proteção à violência doméstica. É uma mudança de comportamento que precisa ser incentivada”, comentou Tatiana Duarte, ratificando que a Secretaria da Mulher fica localizada na Avenida Cornélio Soares, no centro da cidade.

“Para as interessadas em conhecer os nossos programas de acolhimento, ou para denunciar maus tratos ou mesmo pedir alguma orientação é só ligar para o (87) 3831-5871 e será muito bem recebida”, convocou a vice-prefeita.

A Secretaria da Mulher de Serra Talhada vem atuando também fora da sede, levando conscientização e cidadania por meio de oficinas, debates e audiências públicas em bairros e associações. O trabalho está sendo ampliado para a zona rural a partir deste mês, onde vai beneficiar cinco comunidades do campo até dezembro deste ano.

“Dentro dessa perspectiva, iremos trabalhar a Lei Maria da Penha também dentro das escolas em parceria com a Secretaria de Cultura, através do teatro de bonecos”, disse Tatiana Duarte. Ela lembra que, em setembro, o governo municipal lançou a campanha “Violência contra a mulher comigo, não”, para incentivá-las a denunciar.”E essa procura é fruto desse trabalho de conscientização”.

CAPACITAÇÃO

Baseada nestas experiências, Tatiana Duarte expôs, na última terça-feira (1º), no município de Floresta, dentro da capacitação “A Lei Maria da Penha e os organismos municipais de políticas para as mulheres”, um pouco do trabalho que vem sendo realizado na Capital do Xaxado.

Veja também:   Perseguição e resistência à prisão causam confusão nas ruas de ST

O curso foi oferecido pelo Governo de Pernambuco por meio da Secretaria da Mulher do Estado e contou com a participação de representantes femininas de vários municípios do Pajeú que atuam na rede de proteção às mulheres.

“Na ocasião, a organização do evento fez questão de frisar que Serra Talhada estava sendo ousada e pioneira em muitos aspectos no combate à violência contra a mulher, o que nos deixou felizes pelo reconhecimento. Mas será a partir de 2014 que grandes projetos irão sair do papel na nossa pasta”, garantiu a vice-prefeita.