capsFoto: Alejandro Garcia / Farol

A Prefeitura de Serra Talhada vem pagando o aluguel de um imóvel localizado na Rua José Dantas do Nascimento, no bairro da AABB, onde deveria estar funcionando um Centro de Atenção Psicossocial Infantil (Caps Infantil). Segundo apurou a reportagem do FAROL, o projeto que criou o equipamento foi construido ainda na gestão da ex-secretária de Saúde, Socorro Brito, que não se conforma em ver que nada saiu do papel desde que deixou o governo Luciano Duque.

“O fato do serviço ainda não está funcionando só temos a lamentar, pois o mais complexo que era, a elaboração do projeto, já estava concluído desde maio de 2013. Isso traz prejuízos ao erário público. Falta apenas a sensibilidade da gestão municipal para iniciar os trabalhos”, disse a ex-secretária Socorro Brito, arrematando: “O que justifica um prédio alugado desde agosto de 2014, inclusive com placa de identificação do serviço, sem funcionar?”.

De acordo com a ex-secretária, o projeto foi criado pensando em atender a demanda de crianças e adolescentes com transtornos mentais e envolvido com drogas.”Inclusive, criamos o Caps Infantil com uma abordagem multiprofissional que potencializa o índice de sucesso nos tratamentos”, reforçou.

OBRAS SÓ NO PAPEL

Em conversa com o FAROL, Socorro Brito lamentou o não funcionamento do Caps e disse que Serra Talhada está se transformando num território de obras inacabadas.

“Temos aí o SAMU, UPA 24 h, as unidades básicas de saúde que estão com as obras paradas, da residência terapêutica em saúde mental que também deixamos o projeto pronto e aprovado e até agora não saiu do papel. Até quando?”, finalizou Brito.

A reportagem entrou em contato com a assessoria de comunicação da Prefeitura de Serra Talhada, mas até o fechamento desta edição não foi enviada qualquer justificativa sobre o não funcionamento do Caps Infantil.

Veja também:   Homem ameaça matar mulher em ST com barra de ferro e cabeça de boneca