Pré-candidato condena assistencialismo em STPublicado às 06h35 desta segunda-feira (14)

Dentro da série de entrevistas na TV Farol, no programa Falando Francamente, mais um pré-candidato foi sabatinado na semana passada.

A proposta do programa é saber das ideias dos chamados ‘menudos’, jovens que estão lutando para ingressar, pela primeira vez, na Câmara Municipal de Serra Talhada (CMST).

O debate ocorreu com o enfermeiro Hugo Leonardo, do bloco da oposição, que deverá sair candidato, no ano que vem. Durante a entrevista, ele condenou a prática assistencialista em Serra Talhada e disse que fará diferente.

Veja também:   Homem com facão ameaça matar vizinhos em ST

“A gente vive hoje uma política no Brasil, principalmente na cidade do interior, do assistencialismo. Então é difícil quebrar isso e às vezes eu acho que alguns candidatos usam de um jogo baixo porque você dá uma assistência a uma pessoa na hora da saúde e de alguma forma tenta  prender isso a votos. Mas eu nunca utilizei isso, nem pretendo utilizar para prender voto. Porque quero ajudar, porque quero poder fazer busca ativa, busca ativa, para quem não entende, é a gente poder ir até a casa das pessoas para fazer busca ativa como hanseníase, tuberculose, etc”, disse o pré-candidato.

Veja também:   DENGUE: Belmonte reorganiza calendário, mas mantém combate ao Aedes Aegypti

“Por que que a gente não faz um projeto de lei junto ao município para poder estimular projetos de gestão, de solucionar problemas? Está tendo muita demanda para essas pessoas estarem dormindo aqui? Então vamos fazer um mutirão para gente liquidar isso aqui. Está tendo muito exame travado? Vamos fazer um mutirão para gente limitar isso. Então a gente identifica os problemas e soluciona. Eu não tenho mistério para isso não. Agora em verbas públicas, existem situações que já é engessada com o Ministério da Saúde que a gente não pode tá alterando, mas com certeza tem solução”, disse Hugo Leonardo, afirmando que vai lutar para extinção das filas nos postos de saúde.

Veja também:   Rosimério vai rejeitar contas de Duque se for retaliado