Publicado às 18h57 desta quarta (9)

Foto ilustrativa

A PRF se pronunciou agora há pouco sobre o caso do catador de materiais recicláveis José Leite Alves Paixão que procurou o Farol para fazer um apelo à população serra-talhadense [relembre] após ter seu carro apreendido na BR-232 no último fim de semana.

Alegando que precisa do veículo para poder colocar comida dentro de casa para três filhos, José fez um apelo pedindo ajuda financeira para a retirada do automóvel do pátio de apreensão. Por outro lado, em nota, a PRF dá a sua versão do fato, dizendo que José tentou agredir os policiais. A PRF também se colocou à disposição para, por meio do CRAS (Centro de Referência da Assistência Social), ajudar a família dele no que for preciso.

NOTA PRF SOBRE O CASO JOSÉ LEITE PAIXÃO

A PRF informa que a abordagem ao motorista do Santana, realizada no último sábado (5), na BR 232, em Serra Talhada, foi realizada dentro do estrito cumprimento da legalidade, com total respeito à integridade física e moral do cidadão. O motorista foi flagrado ao forçar uma ultrapassagem e colocar em risco a segurança do trânsito, além de não possuir a Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Ao ser comunicado de que o veículo dele seria encaminhado ao pátio, por estar com o licenciamento atrasado desde 2013 e com pneus desgastados, o cidadão se exaltou e tentou agredir os policiais, mas foi devidamente contido e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil do município. No mesmo dia da abordagem, a equipe da PRF entrou em contato com o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) e se colocou à disposição para ajudar a família dele.

SAIBA MAIS

Catador de recicláveis de ST tem carro apreendido e se desespera