Do Folhape

Estão abertas as inscrições para a Campanha de negociação de débitos do Programa Proendividados, do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE). Até o dia 29 deste mês, podem se cadastrar pessoas que estejam em situação de superendividamento para que seus débitos sejam negociados junto aos credores.

As sessões de conciliação serão realizadas de forma online, pelo WhatsApp. A iniciativa, realizada pelo Núcleo de Conciliação (Nupemec), vai acontecer no período de 23 a 27 de maio.

Leia também
• Saiba como negociar dívidas da Compesa com descontos através do Procon-PE• Promulgada renegociação de dívidas do Simples Nacional• Golpe do Boleto: criminosos oferecem negociação de dívidas• Fies: 127 mil beneficiários já solicitaram renegociação de dívidas
Poderão ser negociadas dívidas que já tenham ou não vencido, como empréstimos e financiamentos; contratos de crédito (cartão de crédito, cheque especial); contratos de aquisição de produtos (crediário); e prestação de serviços.

Não são passíveis de negociação pelo Programa Proendividados débitos como dívidas alimentícias; dívidas de crédito habitacional (condomínio, financiamento de imóvel); dívidas fiscais (multa); dívidas contraídas por atividades profissionais (conselhos profissionais); indenizações (por acidente); ou quando o credor for empresa pública federal.

Participam das sessões de conciliação as seguintes empresas: Neoenergia Pernambuco (Celpe), Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), Itaú, Bradesco, Santander, BV financeira, Banco BMG, e Crefisa.

Inscrições

Para ser atendido pelo programa, os endividados podem se inscrever das 9h às 15h, por meio dos telefones: (81) 3182-0886 e 3108-0889 ou diretamente no Fórum Thomaz de Aquino – Av. Martins de Barros, 593, 2º andar, Santo Antônio, Recife.

A coordenadora do Proendividados, juíza Margarida Amélia Bento Barros, destaca a relevância da ação no enfrentamento a situações de superendividamento no contexto econômico atual.

Veja também:   Ator comemora 27 anos de teatro em Serra Talhada

“Em especial no período mais crítico da pandemia, o cidadão foi penalizado com o acúmulo de dívidas em virtude da dificuldade de gerar renda. Pensando nisso, o TJPE oportuniza um canal de negociação e resolução dessa situação de endividamento do consumidor através do Núcleo de Conciliação com uma campanha de negociação de débitos do Programa Proendividados do TJPE”, enfatiza.