Do Diario de PE

Considerado culpado de violentar 13 estudantes em um internato islâmico, engravidando oito de suas vítimas, o professor indonésio Herry Wirawan, de 36 anos , foi condenado à morte, nesta segunda-feira (4), na Indonésia.

De início, Herry foi condenado à prisão perpétua neste processo que gerou grande interesse e polêmica pelos abusos sexuais em escolas religiosas. A Promotoria, que exigia a pena de morte, apresentou um recurso, que foi acolhido.

“Aceitamos o recurso da Promotoria. O réu é condenado à pena de morte”, diz a sentença publicada hoje no site da Alta Corte de Bandung, na província de Java Ocidental.

A Indonésia suspendeu as execuções, e a última execução ocorreu em 2016.

O caso de abuso sexual de Wirawan foi descoberto quando a família de uma das vítimas denunciou-o à polícia por estuprar e engravidar sua filha adolescente no ano passado.

Durante seu julgamento, determinado-se que o réu estuprou suas alunas durante um período de cinco anos. Oito delas ficaram grávidas.

A Indonésia tem mais de 25.000 internatos islâmicos que abrigam cerca de cinco milhões de estudantes que vivem e estudam nestas instituições.

Veja também:   Madonna é banida do Instagram após postar fotos nua