Publicado às 05h48 deste sábado (2)

Neste mês de abril temos duas datas comemorativas que envolvem o universo da leitura infantil. O dia 2 de abril, Dia Internacional do Livro Infantil e o dia 18 de abril, Dia Nacional do Livro Infantil, sento este último o dia que nasceu o escritor Monteiro Lobato, considerado o pai da Literatura Infantil Brasileira.

A pesquisa Retratos da Leitura do Brasil, de 2021, mostrou que 48% das crianças disseram que leem por gosto e a expectativa é que esse dado continue crescendo, uma vez que a prática da leitura traz inúmeros benefícios para o desenvolvimento da criança, principalmente quando se ler por prazer, tanto no pensar, interpretar, falar, aprender e conviver.

Segundo Dianne Melo Coordenadora de Engajamento Social e Leitura do Itaú Social, é preciso estar atento ao momento de leitura dos pequeninos, já que um livro sozinho, sem mediação, pode não ter significado para uma criança. Quando o adulto assume o papel de mediador de leitura e anda junto ao pequeno leitor promove interação e acolhimento de diferentes leituras.

”É de suma importância à leitura para o desenvolvimento sociocultural da criança, pois promove o conhecimento crítico, cognitivo e humaniza. Possibilita viajar num vasto mundo de possibilidade, conhecimento e imaginação que só é possível através dos livros. Segundo Comenius, a criança é como uma plantinha que se pode moldar enquanto estiver em idade tenra, quando cresce e engrossa o caule fica muito difícil. Assim, se a leitura é estimulada na infância a partir de contação de história pelos pais ou responsáveis, que são os primeiros a serem imitados pelos filhos, a probabilidade de serem leitores é muito grande e consequentemente com potencial profissional, cultural e social mais promissor.” afirmou José Amaurílio, professor e escritor de Literatura Infantil.

Veja também:   Raquel Lyra debate Pernambuco nesta segunda-feira na TV Farol

ESCRITOR SERRA-TALHADENSE HOMENAGEADO

José Amaurilio de Sousa, nasceu, em 1968, na Pedra Ferrada, 6º distrito de Serra Talhada. A família não imaginava os caminhos que a Educação e a Literatura proporcionariam o sertanejo trilhar. Ele cursou a Educação Básica na Escola Municipal Antônio Gomes de Souza, Escola Irmã Elizabeth e o Colégio Municipal Cônego Torres onde estudou o Técnico em Contabilidade. Cursou Licenciatura em Ciências com habilitação em Matemática na Faculdade de Formação de Professores de Serra Talhada – FAFOPST, fez especialização em Ensino da Matemática, Educação Global, Inteligências Humanas e Construção da Cidadania e estudou na Florida Christian University, onde concluiu o Mestrado em Ciências da Educação.

Assim como muitos passam por dificuldades para alavancarem a carreira profissional, com Amaurilio não foi diferente, ele começou atuando como represente comercial e comerciante na iniciativa privada, após entrar no ramo da educação foram surgindo novas oportunidades.

Desde criança, o serra-talhadense escrevia poemas, mesmo sem conhecimento do gênero literário, por serem textos embrionários, passou muito tempo sem ter coragem de publicar. Aquele menino sonhador que ousava brincar com as palavras construindo versos, ficou muitos anos com o sonho de publicar suas obras imbuído até conhecer o professor Dierson Ribeiro e Itamar Freire, poetas serra-talhadense que o incentivaram a publicar seu primeiro livreto de poemas.

Após publicar poemas, veio algumas fábulas como: O Gato Maracajá, a Onça Pintada; Viver por séculos sem fim, amém; O Gogó de Ouro, A Ovelhinha e o Carneiro, Asa Branca e a Seriema, gênero que possibilita exaltar nossa fauna e flora, nossa caatinga. As obras foram compiladas de forma física e em e-book com o título Confabulando  e publicado em algumas empresas digitais como Amazon, Americanas entre outras.  Ele também tem um projeto anual intitulado: Lendo e Contando História que desenvolve nas escolas de Serra Talhada. Durante uma ação do projeto, a criança da foto com Amaurilio revelou que sonha ser escritora, algo gratificando para ele por perceber os frutos do seu trabalho.

Veja também:   Grávida é assassinada pelo próprio irmão com tiro na cabeça

Quem desejar conhecer melhor a produção literária do escritor pode entrar em contato pelo telefone (87) 9 9810-0250 ou pelo e-mail: j.amaurilio@hotmail.com

DICAS PARA ESCOLHA DE UM BOM LIVRO INFANTIL

Dianne Melo Coordenadora de Engajamento Social e Leitura do Itaú Social ressalta que é preciso observar a qualidade do texto, a qualidade visual e a qualidade temática e dar algumas dicas para fazermos escolhas mais assertivas.

Qualidade textual: o registro linguístico deve ser literário, ou seja, a linguagem é conotativa, utiliza figuras e há preocupação com a escolha das palavras. A construção textual deve estimular uma boa leitura em voz alta por parte do mediador.

Qualidade visual: o projeto gráfico deve ser capaz de motivar e enriquecer a interação do leitor com o livro; a fonte deve oferecer boa legibilidade e as ilustrações não devem reforçar estereótipos sociais, históricos, raciais e de gênero.

Qualidade temática: o conteúdo não deve ser didatizante e dialogar com o imaginário infantil; importante contemplar a diversidade e contextos culturais, sociais, históricos e econômicos, além de possibilitar a reflexão das crianças sobre si próprias, os outros e o mundo que as cerca.

LINKS PARA BAIXAR LIVROS GRATUITOS

10 livros infantis ilustrados em PDF 

Eu leio para uma criança

Dicas de livros infatis para Download

+100 Livros infantis grátis para ler com as crianças

13 livros infantis sobre representatividade negra

FOTO DE JOSÉ AMAURILIO E ALGUMAS DAS SUAS OBRAS