Programa Voa Brasil será lançado na quarta-feira (17)

CBN Brasil

Mais de um ano depois de ser anunciado, o Ministério de Portos e Aeroportos lança na próxima quarta-feira o programa Voa Brasil, com passagens a R$ 200 o trecho.

Após várias revisões nas datas de lançamento, o programa idealizado pelo então ministro Márcio França vai sair do papel com o objetivo de serem comercializados cerca de 5 milhões de bilhetes aéreos a baixo custo, contemplando os aposentados do INSS que recebam até dois salários mínimos e estudantes do Programa Universidade para Todos (Prouni) que não viajaram nos últimos 12 meses.

Veja também:   Programa de passagens a R$ 200 será lançado ainda em abril

Poderão ser contemplados aproximadamente 600 mil alunos e 20 milhões de aposentados.

Os usuários poderão acessar os bilhetes através do gov.br, com contas ouro ou prata (onde é possível logar no sistema com a conta do banco, por exemplo).

Participarão do programa Gol, Latam e Azul, companhias que representam 98% dos voos domésticos.

O preço será flexível a depender do trecho, embora neste período inicial nem todos os destinos estarão disponíveis.

A iniciativa não vai depender de subsídios do governo federal.

Veja também:   Programa de passagens a R$ 200 será lançado ainda em abril

As empresas aderiram ao Voa Brasil se comprometendo em oferecer passagens em períodos de ociosidade – os meses de março, abril, maio, agosto, setembro, outubro e novembro.

O MP alega que demais meses também deverão ser contemplados. Não está claro, contudo, sobre quais são os destinos dentro do programa.

Conforme estimativas da Anac e das companhias aéreas, cerca de 20% dos assentos nas aeronaves ficam ociosos.

O secretário de Políticas Econômicas do Ministério da Fazenda, Guilherme Mello, está formatando a garantia do empréstimo que será concedido pelo BNDES.

Nas duas últimas semanas, Mello tem se reunido com os presidentes da Gol, Latam e Azul. Portanto, o governo faz as contas para conceder esse socorro nos próximos meses.