Quartas de final reúnem 17 títulos da competição, maior número em 3 anos

Taça da Copa do Brasil no sorteio das quartas — Foto: Ronald Lincoln Jr

Por Ge

 

Oito clubes ainda seguem em busca do título da Copa do Brasil. Deles, cinco já tiveram o gostinho de levantar o troféu da competição pelo menos uma vez. O que significa que serão 17 taças em campo nas quartas de final. O maior número de títulos reunidos nesta fase desde 2019.

Apenas São Paulo, Bahia e América-MG buscam levantar a Copa do Brasil pela primeira vez e se juntar à galeria dos campeões, que já conta com Grêmio (cinco títulos), Palmeiras (quatro), Flamengo (quatro), Corinthians (três) e Athletico (um), que completam as quartas da atual edição.

Vale lembrar que os confrontos serão definidos mais uma vez por sorteio na sede da CBF, e as datas básicas dos jogos estão marcadas para os dias os dias 5 e 12 de julho.

Veja também:   Homem crava faca de mesa na esposa em Serra Talhada

Para se ter uma ideia da representatividade da quantidade de títulos presentes nas quartas de final deste ano, as 17 taças reunidas representam pouco mais que o dobro das somadas nesta mesma altura na edição do ano passado (oito). Apenas Corinthians (três títulos), Fluminense e Athletico (um, cada) e o Flamengo já haviam sido campeões. O Rubro-negro, por sinal, acabaria levantando o seu quarto troféu.

Já em 2021 e 2020 a quantidade de títulos reunidos entre os oito times das quartas de final foi a mesma: 12 troféus.

Há dois anos, apenas São Paulo e Fortaleza, que fizeram um dos confrontos, buscavam o feito inédito. As demais taças estavam distribuídas com Grêmio (cinco), Flamengo (até então com três), Atlhetico, Santos, Fluminense e Atlético-MG (um, cada). O Galo ganharia seu segundo título naquela edição.

Veja também:   Grávida cai de leito de maternidade e morre

Em 2020, entre os clubes já campeões, novamente estiveram presentes Grêmio, Flamengo, além de Internacional (um) e Palmeiras, que levantaria na edição o seu quarto troféu. São Paulo, Cuiabá, América-MG e Ceará ficaram pelo caminho.

Já em 2019, o número de troféus nas quartas de final foi turbinado com a presença do Cruzeiro, o maior campeão da história, com seis títulos. Que se juntaram aos cinco do Grêmio, aos então três de Flamengo e Palmeiras, além de Internacional (um) e Atlético-MG (então também com um), chegando a 19 taças no total.

Apenas Bahia e Atlhetico Paranaense estavam zerados. Algo que o Furacão deixou para trás ao vencer o Inter na decisão e se tornar o último campeão inédito da Copa do Brasil.

Cada um dos oito clubes presentes nas quartas de final receberá uma cota de R$ 4,3 milhões. A vaga para as semifinais vale uma premiação de R$ 9 milhões.

Veja também:   ST abre 14 cursos técnicos gratuitos com 280 vagas

Como disputam a Copa do Brasil desde a primeira fase, e por estarem na Série A, América-MG, Bahia e Grêmio acumulam uma premiação de R$ 12,8 milhões.

Já Palmeiras, Flamengo, Corinthians, Athetico e São Paulo, por terem entrado na competição apenas na terceira fase, acumulam R$ 9,7 milhões.

Melhores campanha dos oito times das quartas de final

  • Grêmio: 5 títulos (1989, 1994, 1997, 2001 e 2016)
  • Palmeiras: 4 títulos (1998, 2012, 2015 e 2020)
  • Flamengo: 4 títulos: (1990, 2006, 2013 e 2022)
  • Corinthians: 3 títulos (1995, 2002 e 2009)
  • Athletico Paranaense: 1 título (2019)
  • São Paulo (finalista em 2000)
  • América-MG (semifinalista em 2020)
  • Bahia: (oito vezes nas quartas: 1989, 1990, 1999, 2002, 2012, 2018, 2019 e 2023)