Saiba o que muda com as novas regras para limites para o Pix

Do Metrópoles

Começam a valer a partir de 2 de janeiro de 2023 as alterações nas regras sobre limites de valor para transações feitas via Pix. O Banco Central anunciou as mudanças nessa quinta-feira (1º/12).

De acordo com o órgão, a medida visa simplificar as regras e aprimorar a experiência do usuário, mantendo o mesmo nível de segurança.

Entenda como funciona atualmente e como ficarão as regras a partir do ano que vem:

Como é

Os bancos são obrigados a fornecer limites por transação e por período (por exemplo, movimentar apenas R$ 1 mil por dia).

Veja também:   Primeira parcela do 13º deve ser paga até esta quinta-feira (30)

Pedido de redução de limite ocorre imediatamente, mas aumentos levam entre 24h e 48h para serem efetivados.

Período noturno (quando os clientes podem solicitar limite menor para se blindar de criminosos) abrange o horário entre 20h e 6h.

Limite do Pix Saque de R$ 500 por dia e Pix Troco de R$ 100 por noite.

O que muda

Limite por valor da transação será opcional (quem tem um limite diário de R$ 3 mil, por exemplo, pode usar tudo em uma só transação).

Veja também:   Criadores do Plano Real declaram voto em Lula no 2º turno

As regras sobre as alterações de limites continuarão as mesmas.

Horário do período noturno poderá ser mudado para 22h até 6h.

Limite do Pix Saque de R$ 3 mil por dia e Pix Troco de R$ 1 mil noite.

Segundo o BC, as regras foram alteradas para facilitar o recebimento de recursos por correspondentes bancários, a exemplo do que já acontece nas lotéricas, e viabilizar o pagamento de salários, aposentadorias e pensões pelo Tesouro Nacional por meio do sistema.