Sebastião alerta pré-candidatos e ameaça decisão 'monocrática'Por Paulo César Gomes, especial para o Farol

No início da noite desta sexta-feira, a reportagem do Farol entrevistou com exclusividade, via redes sociais, o ex-deputado e presidente estadual do AVANTE, Sebastião Oliveira.

Sebastião se mostrou tranqüilo em relação ao processo de disputa pela vaga de vice na chapa que será encabeçada pela prefeita Márcia Conrado (PT), para ele o processo “é democrático”, porém, fez uma ressalva, “só não sei se o fórum adequado é a imprensa”.

Ele também afirmou que nesse momento atua como “observador” e que o seu papel “é ser isento de paixão”.

Mesmo entendendo que o debate entre Allan Pereira, Faeca Melo, Leirson Magalhães e Roberta Menezes não está sendo acalorado, o ex-deputado foi perguntado se embate não poderá provocar o eventual racha no AVANTE ou na base de Márcia.

Veja também:   Márcia Conrado comemora resultado da pesquisa Múltipla

No melhor estilo Sebá, ele respondeu de forma taxativa e fez um alerta aos correligionários: “Estou tentando manter uma escolha democrática, se algum dos postulantes jogar sem ética ou com cizânia dentro do grupo,vamos encerrar os critérios e a decisão será monocrática.”

Receba as manchetes do Farol de Notícias em primeira mão pelo WhatsApp (clique aqui)

Indagado sobre se os dirigentes do AVANTE que não estão na disputa, a exemplo de Duquinho, André Terto e André Maio, estão liberados para declararem apoio a algum dos postulantes (Allan Pereira, Faeca Melo, Leirson Magalhães e Roberta Menezes)? Sebá foi pragmático: Só quem não está liberado sou eu! Cada um pode e deve manifestar a sua vontade. É democrático, só não sei se o fórum adequado é a imprensa”.

Veja também:   Sebastião: "Duque gastou R$ 387 mil só com uma atração"

MANIFESTAÇÕES

Sobre as manifestações públicas, feitas por integrantes da base da prefeita a Allan e a Leirson, Sebastião foi questionado se esses gestos são saudáveis e se ajudam na construção de uma aliança forte entre PT e AVANTE. “Se ajuda eu não sei, mas manifestar sua vontade é natural numa escolha transparente. Só não sei se o fórum é a imprensa, mas considero legítimo”, disse Oliveira.

No final da entrevista o presidente estadual do AVANTE  foi questionado sobre a fala de Faeca Melo, durante entrevista ao programa Falando Francamente, apresentado por Giovanni Sá, que se posicionou contra o critério da pesquisa para a escolha do nome candidato a vice.

Veja também:   Quanto tempo de rádio e TV cada candidato terá?

Para Sebá, apesar do respeito à Faeca, não haverá mudança nos critérios, “A opinião de Faeca é sempre importante! Ele é um companheiro de muitas jornadas e dos postulantes é o mais antigo, porém os critérios foram colocados”.