Sebastião diz que gastos de R$ 25 milhões levaram ST para o 'buraco'

Publicado às 13h44 desta terça-feira (7)

O ex-deputado Sebastião Oliveira, presidente do Avante em Pernambuco, está no comando da legenda, mas sem perder o foco em sua terra natal, Serra Talhada.

Nesta terça-feira (7) ele lançou uma análise nas redes sociais, da situação conquistada pela gestão Márcia Conrado, no Índice Firjan de Gestão Fiscal, onde a capital do xaxado ficou no final da fila, com a pontuação 107ª, uma das piores do Sertão do Pajeú.

“Saber elencar prioridades é zelar pelo dinheiro público. Enquanto a Prefeitura de Serra Talhada gastou, em dois anos, R$ 25 milhões em festas e publicidades, o município obteve o pior resultado do Sertão do Pajeú”, disse Oliveira, ainda argumentando:

Veja também:   Estudantes de ST entram no 'Biologia é Massa'

“O respeitado estudo destaca que a situação de Serra Talhada é precária, já que as receitas não são suficientes para cobrir os custos administrativos. Ou seja, a incapacidade de gerir e a inversão de prioridades têm causado muitos danos à população, que paga impostos e merece tratamento digno”.