Foto: Farol de Notícias/Celso Garcia

Publicado às 04h53 desta segunda-feira (20)

Com informações da repórter Manu Silva (Captação e edição de vídeo Augusto Lux e Alan Costa)

O deputado federal e agora pré-candidato a vice-governador de Pernambuco ao lado de Marília Arraes (Solidariedade), Sebastião Oliveira (Avante), quebrou o silêncio diante os últimos ataques disparados contra ele pelo secretário estadual de Turismo e aliado da Frente Popular de Pernambuco, Rodrigo Novaes. Em entrevista exclusiva ao Farol, logo após a coletiva de imprensa realizada na noite de ontem no hotel São Cristóvão, em Serra Talhada, Sebastião disparou:

“Estou tranquilo com relação a isso [ataques de Rodrigo Novaes]. Traidor e aproveitador é se eu tivesse mantido cargos [no governo de Pernambuco], e entreguei os cargos ao governo do Estado, entreguei os cargos ao prefeito João Campos para se ver livre nesse novo rumo. Quanto a Rodrigo [Novaes] não vou responder… Um lambe botas [do PSB] sempre vai ter, um bajulador que vai estar de plantão para querer tachar… Até pouco tempo eu servia para ser vice de Danilo [Cabral] e agora eu sou tachado…”, analisou Sebastião, abrindo o verbo:

“O modus operandi dessa política praticada pelo PSB, e de figuras como essas que me faziam mal estar do lado, me fizeram fazer essa travessia para um caminho de muito futuro para Pernambuco [com Marília Arraes], sem essas intrigas e arengas, mostramos hoje aqui uma grandeza, no mesmo palanque eu, Carlos Evandro e Luciano Duque, pensando em Serra Talhada, no Sertão e em Pernambuco”.

“CERTO JOGADOR DO MANCHESTER…”

Ainda analisando os ataques disparados por Rodrigo Novaes, que recentemente chamou Sebastião de “buracão”, ironizando o seu trabalho quando foi secretário de Transportes de Pernambuco, ‘Sebá’ tocou no caso polêmico do jogador Gabriel Jesus. O atacante é tido como o motivo do fim de um relacionamento entre Rodrigo e a serra-talhadense Raiane Lima, atual esposa do craque da Seleção Brasileira.

Veja também:   Família festeja parente encontrado em ST

Sem citar nomes, o deputado devolveu a ironia: “Eu acho que Rodrigo queria que convocassem ele para ser jogador da Seleção Brasileira para fazer uma dupla de ataque com um certo jogador do Manchester City, e aí fica querendo denegrir minha imagem… Passou… Virou a página… Segue com Deus Rodrigo, se [o técnico] Tite não te convocou tem sempre uma outra porta”.

EXALTANDO DUQUE E CARLOS

Indagado sobre como é se ver ao lado do ex-prefeito Luciano Duque novamente no mesmo palanque, depois do racha ocorrido na histórica eleição de 2012, o deputado contemporizou: “O que nos une é a diferença, é pensar na melhoria de Pernambuco, do Sertão e da minha terra é muito maior do que as diferenças paroquiais que nós temos aqui. Então esse sentimento nobre de pensar a melhora na qualidade de vida das pessoas de Serra Talhada, rumo a um futuro promissor, espantou as nossas pequenas diferenças para nos unir num caminho só em busca de uma vitória que será do povo pernambucano”.

VEJA ABAIXO A COBERTURA COMPLETA DO EVENTO PELA TV FAROL