Publicado às 17h44 desta sexta (27)

O deputado federal serra-talhadense, Sebastião Oliveira (Avante), repercutiu – durante entrevista ao programa Falando Francamente na TV FAROL no YouTube nesta sexta-feira (27) – o fato da cidade ter amanhecido com alguns outdoors espalhados cobrando dele uma postura crítica quanto à Proposta de Emenda à Constituição – PEC-32 que propõe uma reforma administrativa considerada danosa a todos os servidores públicos. Sebastião se disse surpreso com a cobrança, dizendo que o presidente da comissão especial que analisa a PEC-32 é o deputado Fernando Monteiro, que tem apoio da base petista em Serra Talhada.

“Eu fui pego de surpresa primeiro porque o presidente da Comissão Especial que analisa a PEC 32 é o deputado Fernando Monteiro votado pela prefeita e pelo candidato Luciano Duque. Eu não sei porque saiu exatamente meu nome, eu faço parte da comissão especial, sou líder do partido e decidi entrar na comissão porque também sou funcionário público e não quero que na comissão haja excessos. Estou lá como uma proteção do funcionalismo público, fiquei surpreso porque foi direcionado a mim, até porque os trabalhos são presididos pelo deputado Fernando Monteiro. Ainda está em fase de audiências públicas, todas essas entidades que colocaram em baixo o outdoor com minha foto poderão ser ouvidas pela comissão, agora esse tipo de atitude leva a querer me  emparedar e eu não temo nenhuma emparedamento absolutamente, só estranhei essa peculiaridade”, disse.

“NÃO ACREDITO QUE TENHA PARTIDO DE MÁRCIA NEM DO PT”

Tentando manter um clima harmonioso com a prefeita Márcia Conrado, Sebastião confessou não querer crer que o outdoor tenha partido de uma iniciativa nem do PT serra-talhadense, nem da prefeita Márcia Conrado. “Eu não acredito que isso tenha partido da Márcia nem do PT de Serra Talhada, quero acreditar assim, mas que são sindicatos ligados ao PT são e se dificulta o dialogo do AVANTE com o PT em Pernambuco dificulta, não tenho dúvida nenhuma, dificulta porque são ilações puras. É uma comissão que está em fase audiência pública, as pessoas querem colocar ilações ao meu respeito com relação ao meu posicionamento na PEC 32 quando eu sou um funcionário públicos concursado de carreira, sempre defendi a carreira pública.”

Veja também:   Praça que sequer foi inaugurada é atacada por vândalos em ST

“COMO SE EU FOSSE DE EXTREMA-DIREITA?”

“Querer me emparedar e fazer ilações da maneira que foi feito como se eu tivesse um comportamento de extrema-direita eu não tenho, todo mundo sabe que eu tenho o mesmo equilíbrio se sempre, já conhecem minha posição, mas perguntar se dificulta o dialogo dificulta sem dúvida. Quantas emendas para Serra Talhada, eu não ia colocar um posicionamento pessoal meu que venha prejudicar a população de Serra Talhada, a minha palavra não dar dúvida e eu vou sim trabalhar junto com Carlito Godoy uma figura equilibrada, competente e eu prometi a ele que nós íamos construir uma ponte, uma obra de uma ponte que a população fosse a mais beneficiada e eu não vou retroceder nesse assunto e nós vamos dar encaminhamento a isso sim.”

ASSISTA À ENTREVISTA DE SEBASTIÃO SOBRE CASO NA TV FAROL NESTA SEXTA