Publicado às 05h36 desta sexta-feira (5)

Foto: Arquivo Farol

O secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo de Serra Talhada, Elyzandro Nogueira, foi o convidado dessa quinta-feira (4) do programa Falando Francamente, na TV Farol. Por cerca de 1 hora, ele fez um resumo das ações da pasta, detalhou o plano de revitalização do mercado público, e ações de formação da Guarda Municipal, entre outros pontos.

Durante a entrevista, o secretário foi provocado sobre o grande número de vendedores ambulantes nas calçadas e praças de Serra Talhada. Elyzandro Nogueira disse que as providências já estão sendo tomadas.

VEJA A ENTREVISTA NA TV FAROL

“Hoje, debati no grupo de secretários pedindo um auxílio, do setor de Tributos, da nossa Guarda, da Agência Municipal do Meio Ambiente (AMA) que é quem tem poder de fiscalização, para ajudar. Da nossa parte, já agimos hoje. Tinha um local que só havia aquela pracinha que estava lotada de cadeiras e mesas. O pessoal veio reclamar que realmente não tinha espaço para o pessoal caminhar, próximo a Fafopst, naquele trecho, um canteiro bem estreito. A gente montou uma equipe, foi uma pessoa do Desenvolvimento Econômico, dois fiscais da AMA junto com a Guarda. A gente pediu para encarecidamente retirar aquele material. É um pessoal de fora que não tinha licença para estar ali, naquele momento. A gente sabe que o comércio ambulante não é proibido, mas ele tem uma regulamentação. A ocupação das calçadas não é permitida”, disse o secretário.

Veja também:   ST amarga mais uma vida perdida para a Covid-19

AÇÃO NA CEAST

Ainda durante a entrevista, Elyzandro Nogueira falou da obra de pavimentação do Centro de Abastecimento de Serra Talhada, uma área de 32 mil metros quadrados, que está sendo preparada para os vendedores do local.

“A parte de hortifruti, dos municípios, de todo canto, vão para lá. Para o pessoal pegar e revender. A gente sentiu a necessidade de fazer isso. Então montamos um cronograma para colocar a CEAST hoje, onde tem aquele galpão ao lado, que ali vai ser o pátio de vendas de frutas, verduras, legumes e cereais. O pessoal que está nas ruas hoje, vendendo sua fruta e verdura. Eu acho que você vê muito isso aí na rua quinze. A gente vai tentar levá-los para lá, para dar uma qualidade bem melhor, mas essa é a segunda fase”, disse o secretário, reforçando:

Veja também:   Bandidos assaltam idoso em ST e fogem para o cemitério

“A primeira fase está sendo o CEAST. Eu acredito que nesses cinquenta dias, a gente entrega. O calçamento vai estar pronto até meados deste mês. Tem um período de cura, que é de trinta a trinta e cinco dias. O pessoal vai começar, porque os carros que andam são muito pesados, carro de melancia, com frutas, verduras, então precisa de um tempo para curar aquele calçamento”.