Sem admitir derrota, Sintest terá novo embate em busca dos 15%
Diretoria do Sintest e da Aprost reunidos com os vereadores de Serra Talhada – Foto: Reprodução

Nesta sexta-feira (19) o Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sintest) e da Associação de Professores de Serra Talhada se reuniram novamente com os vereadores para debater a proposta de reajuste da categoria.

Por meio de nota, o sindicato informou que o projeto de lei 001/2024, enviado para a Casa Legislativa pela Prefeita Márcia Conrado, ainda segue sem data de votação.

No projeto, a gestora concede o reajuste salaria de 3,62% instituído para os profissionais do magistério, para toda a categoria da educação municipal.

Receba as manchetes do Farol de Notícias em primeira mão (clique aqui)

Veja também:   O impressionante momento em que uma águia tenta carregar menino em parque

Sem admitir derrota, Sintest terá novo embate em busca dos 15%

“Infelizmente, devo informar que não obtivemos êxito em nenhuma das reivindicações apresentadas, tanto em relação ao aumento salarial de 15% para todos os colaboradores, quanto ao descongelamento das progressões”, informou o Sintest por meio de nota.

No mesmo documento, a diretoria sindical informou que ainda não se deu por vencido e agendou uma reunião para o dia 5 de fevereiro com o secretário de Educação, Edmar Júnior.

“Diante desse cenário, quero informar a todos que no dia 5 de fevereiro teremos uma nova
reunião agendada com o Secretário para discutir especificamente o descongelamento das progressões”.

Veja também:   Grupo desafia a Covid com farra e jogo em ST

LEIA A NOTA NA ÍNTEGRA

NOTA OFICIAL SINTEST – Desbloqueio de Progressões e 15% de aumento.