Serra Talhada dos 'ajuntamentos' e do peso do 'poder da caneta'

Por Paulo César Gomes, Professor, pesquisador e colunista do Farol

A coluna “Viagem ao Passado”, destaca neste domingo uma imagem emblemática, que pode ajudar a entender – ou não – a atual conjuntura política em Serra Talhada. A fotografia bem que poderia ser denominada de “juntos e misturados”, foi tirada em junho de 2004, durante a convenção que referendou os nomes da “COLIGAÇÃO CRESCE SERRA TALHADA”, formada pelos partidos: PSDC, PSDB, PFL, PV, PP e PMDB.

Na ocasião, estavam lado a lado, o recém-eleito deputado estadual, Sebastião Oliveira; o ex vice-prefeito e candidato derrotado na eleição para prefeito do ano de 2000, Carlos Evandro; o ex-secretário municipal e candidato derrotado na eleição de 1988, Luciano Duque; e o então líder nacional do PFL e deputado federal, Inocêncio Oliveira.

Veja também:   UNIVASF divulga Processo Seletivo para admissão de docentes

A eleição de 2004 foi uma das mais controversas e tensas campanhas políticas já vistas no município. Assuntos como: sacos de arroz, cartas de baralho, cartas com denúncias, invasão de emissora de rádio, cheques sem fundo, entre outras questões, dominaram os debates, transformando a política em um verdadeiro “jogo baixo”.

Foi nesse cenário que Carlos Evandro (prefeito) e Luciano Duque (vice) foram eleitos, batendo o candidato à reeleição, Geni Pereira (PTB), e o Dr. Fonseca (PT). A diferença entre Carlos Evandro e Geni Pereira foi de apenas 678 votos.

E DEPOIS?

O resto da história é a seguinte. Carlos Evandro e Luciano Duque foram reeleitos em 2008. Em 2012, Carlos apoiou Luciano, que acabou sendo eleito e depois reeleito prefeito, em 2016. Luciano Duque foi eleito deputado estadual em 2022. Sebastião Oliveira foi eleito deputado estadual em três ocasiões e deputado federal por dois mandatos. Ele também foi nomeado secretário estadual de transporte por duas vezes. Inocêncio Oliveira se aposentou em 2014, após ser eleito como deputado federal por dez mandatos consecutivos.

Veja também:   OLHO nos resultados: Confira a votação dos deputados estaduais em Serra Talhada

Receba as manchetes do Farol de Notícias em primeira mão pelo WhatsApp (clique aqui)

Fica óbvio que estes nomes acima citados estão há mais de vinte anos polarizando a política serra-talhadenses. Ora são adversários. Ora são aliados. Nessa ‘dança das cadeiras’ o que têm pesado é o poder da ‘caneta”.

Os principais fatos de Serra Talhada e região no Farol de Notícias pelo Instagram (clique aqui)

Nesse momento, uma das ‘canetas’ mais pesadas é a de Márcia Conrado, que já revirou a ordem das ‘cadeiras’, buscando atrair novos aliados. Mesmo não estando na foto, pois em 2004, Márcia era uma jovem de apenas 19 anos, é importante destacar que a atual prefeita também faz parte desse jogo, isso porque foi eleita com o apoio de Luciano Duque em 2020. Certamente até o dia fim das eleições teremos novos ‘ajutamentos’ e algumas ‘traições’. E para vocês amigos leitores, só resta dizer uma coisa: tudo faz parte da política. Seja para o bem ou para o mal da política!

Veja também:   Manaus x Náutico: confira onde assistir e as prováveis escalações