Serra Talhada terá provas do "Enem dos Concursos"

Prova será aplicada em mais de 200 cidades –  Foto: Reprodução/Internet

Por Folha Dirigida

Concurso Público Nacional Unificado (CPNU), ou Enem dos Concursos como vem sendo chamado, teve seus editais publicados.

Além da estrutura de provas definida, agora, os interessados também podem conferir a lista oficial dos 220 municípios de aplicação de provas.

Veja a seguir a lista completa!

O CNU será composto pelas seguintes fases:

  • 1ª fase: provas objetivas e discursivas;
  • 2ª fase: perícia médica (avaliação biopsicossocial);
  • 3ª fase: procedimento de verificação da condição declarada: reserva de vagas para pessoas negras; e
  • 4ª fase: procedimento de verificação documental complementar: reserva de vagas a indígenas.

Haverá ainda avaliação de títulos para alguns cargos.

As provas objetivas e discursivas serão realizadas no dia 5 de maio, em dois turnos, nas seguintes cidades de Pernambuco:

  • Caruaru;
  • Garanhuns;
  • Jaboatão dos Guararapes;
  • Olinda;
  • Petrolina;
  • Recife; e
  • Serra Talhada.

Os Estados de Minas Gerais e São Paulo  receberão a aplicação das provas do CPNU em 26 e 27 municípios, respectivamente.

Receba as manchetes do Farol de Notícias em primeira mão (clique aqui)

Inicialmente, a previsão eram aplicar provas em 180 cidades. Em seguida, foram incluídas mais 40 cidades, totalizando 220 municípios.

Ainda segundo a da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos, Esther Dweck, é possível que novos locais sejam incluídos, caso o concurso ultrapasse a previsão de inscritos do governo.

Vale destacar que a cidade de prova não necessariamente será o local de lotação do servidor, em caso de aprovação.

Veja também:   Creche em ST é arrombada e furtada pela 4ª vez este mês

Neste caso, a escolha será feita pelo órgão e conforme seus respectivos locais de lotação expostos nos editais.

Concurso Unificado oferece mais de 6 mil vagas

O Concurso Unificado consiste em um projeto inovador do governo para centralizar os editais federais autorizados em 2023, com um único dia de provas.

A proposta é democratizar o acesso ao serviço público. Uma vez que as provas serão capilarizadas, no estilo do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), e não somente nas capitais dos estados e no Distrito Federal.

As mais de 6 mil vagas do Concurso Unificado estão distribuídas por mais de 20 órgãos do Poder Executivo Federal.

Tais oportunidades estão agrupadas em 8 blocos temáticos (cada um teve seu próprio edital publicado):

Cada bloco temático conta com diferentes órgãos e carreiras.

Uma mesma pessoa poderá concorrer a diferentes vagas, pagando apenas uma taxa de inscrição.

Como fazer a inscrição no Concurso Unificado?

As inscrições ficarão abertas de 19 de janeiro a 9 de fevereiro, pela página do Concurso Público Nacional Unificado.

Elas poderão ser feitas por meio da conta GOV.BR, em qualquer nível (ouro, prata e bronze). Depois de autenticar a conta, o candidato será redirecionado ao site da Fundação Cesgranrio, banca organizadora do concurso, para concluir o processo.

Veja também:   Delegada negra é barrada por segurança em loja de roupas em shopping

A taxa será de R$60, para cargos de nível médio, e de R$90, para os de nível superior.

Será permitida a inscrição para apenas um bloco temático.

Primeiro, o candidato deverá escolher o bloco e, em seguida, fazer um ranking de preferência. Isto é, elencar as carreiras que deseja concorrer por ordem de prioridade, desde que tenha os requisitos necessários.

Veja como funcionará o ranking de preferência:

  • escolher o bloco temático;
  • escolher os cargos;
  • ordenar preferência entre os cargos; e
  • ordenar preferência das especialidades.

ATENÇÃO! O candidato poderá concorrer a todos os cargos dentro do bloco temático! A aprovação ocorrerá conforme a indicação de preferência do candidato. Ele será alocado da maior preferência à menor preferência, caso tenha nota suficiente.

Quem for convocado para a segunda ou terceira opção, continuará na lista de espera dos cargos que listar com maior prioridade.

Haverá isenção da taxa para quem se enquadrar em uma das seguintes situações:

  • inscritos no programa Cadastro Único (CadÚnico);
  • doadores de medula óssea;
  • seja ou tenha sido bolsista do ProUni; e
  • seja ou tenha sido financiado pelo Fies.

Os pedidos de isenção poderão ser feitos de 19 a 26 de janeiro, pela página do Concurso Público Nacional Unificado, mediante envio da documentação comprobatória.

Não esqueça! Durante o período de solicitação de inscrição, o candidato poderá realizar alteração do bloco temático, da opção de atendimento especial/sistema de concorrência de vagas reservadas e da cidade de realização das provas, sem custo adicional.

Veja também:   Suspeitos de financiar tentativa de golpe são alvos da Lesa Pátria

Resumo do Concurso Público Nacional Unificado

  • Instituto: mais de 20 órgãos do Executivo Federal
  • Situação atual: editais publicados
  • Banca: Fundação Cesgranrio
  • Cargos: diversos
  • Escolaridade: níveis médio e superior
  • Vagas: 6.640
  • Remuneração: até R$23.579,71
  • Inscrições: 19 de janeiro a 9 de fevereiro de 2024
  • Data da prova objetiva: 5 de maio

Como serão as provas do Concurso Unificado?

O Concurso Público Nacional Unificado será composto pelas seguintes fases:

  • 1ª fase: provas objetivas e discursivas;
  • 2ª fase: perícia médica (avaliação biopsicossocial);
  • 3ª fase: procedimento de verificação da condição declarada: reserva de vagas para pessoas negras; e
  • 4ª fase: procedimento de verificação documental complementar: reserva de vagas a indígenas.

Haverá ainda avaliação de títulos para alguns cargos.

As provas objetivas e discursivas serão realizadas no dia 5 de maio, em dois turnos. A aplicação ocorrerá de forma simultânea em 220 cidades brasileiras.

Confira como será a aplicação por turno:

Turno da manhã (2h30 de prova)

  • cargos de nível médio: provas objetivas (20 questões) + redação;
  • cargos de nível superior: provas objetivas de Conhecimentos Gerais (20 questões) + prova discursiva de Conhecimento Específico do bloco.

Turno da tarde (3h30 de prova)

  • cargos de nível médio: provas objetivas (40 questões);
  • cargos de nível superior: provas objetivas de Conhecimentos Específicos (50 questões).

Será eliminado o candidato que obtiver aproveitamento inferior a 40% da pontuação nas provas objetivas de Conhecimentos Gerais e Específicos ou nota zero na prova discursiva.