Servidor revela drama no Samu-ST e apela a Márcia e Luciano Duque

Cansado de trabalhar há vários anos na base do improviso no SAMU de Serra Talhada, um servidor enviou uma carta aberta revelando o caos na unidade, e aproveitou para fazer um apelo ao deputado Luciano Duque e a prefeita, Márcia Conrado.

Pedindo anonimato, com medo de represálias, o denunciante revela um ‘velho filme’, espécie de ‘museu sem grandes novidades’, e diz que o silêncio e a omissão das autoridades colocam em risco toda a população. Confira.

CARTA ABERTA

Hoje vim relatar aqui, mais uma vez, o tempo de incertezas que nós que fazemos parte do SAMU, base Central de Regulação em Serra Talhada. Em outubro de 2022 chegamos ao período de 2 anos de serviços, onde no primeiro ano a empresa ITGM, por não está recebendo os repasses necessários para manter o serviço, optou pela descontinuidade do contrato de gestão do mesmo, saindo e deixando todos sem receber seus direitos trabalhistas.

Veja também:   Polícia monta operação contra crimes em ST e região

Na época de sua saída foram feitos acordos entre funcionários e empresas ( ITGM e CIMPAJEU) em que fosse feita cartas abrindo mão do direito de receber os 40% da multa das rescisões, e em troca todos que assinaram continuariam no serviço, só que pela administração do CIMPAJEU. Que no momento em questão seria visto qual seriam o meio de contratação.

Logo foi providenciado um contrato, um contrato conhecido nos meios públicos como: “CONTRATO DE GAVETA”. E assim estávamos até o dia 31 de dezembro de 2022, hoje sem respostas concretas e apenas especulações a respeito de quem será detentora de gerir o serviço, se prefeitura ou CIMPAJEU.

Veja também:   Márcia presidente da AMUPE; quem ganha com isto?

Sem respostas das autoridades públicas, em referência as condições de trabalho que são precárias, veículos depreciados, sem fardamentos, sem insumos, sem férias, sem recolher FGTS, sem falar nas coisas menores, como internet, telefone e rádios. O prédio é equipamentos se deteriorando.

E MÁRCIA E LUCIANO?

Precisamos urgente de respostas das autoridades competentes. Prefeita Márcia Conrado, o serviço está funcionando dentro do seu município vá lá e constate o que está acontecendo. Deputado Luciano Duque, o serviço funciona tripartite. O senhor como fiscal do povo em relação ao estado, vá lá e conheça os problemas do serviço, leve soluções. O que podemos fazer, como colaboradores e só se manifestar usando o espaço, sem se identificar prara não sofrer represálias. Também estamos sem farmaceutica e técnico de enfermagem

Veja também:   Bombeiros lutam, mas vítima de infarto morre