Simulação das parcelas do Minha Casa Minha Vida estão disponíveis online
Simulação das parcelas do Minha Casa Minha Vida estão disponíveis online . (Imagem: FDR)

Por FDR Notícias

Neste ano, o Programa Minha Casa Minha Vida vem expandindo e aceitando cada vez mais pessoas como beneficiárias do programa. Além disto, a Caixa Econômica Federal está realizando simulações de parcelamento em seu site oficial.

Desta forma, os brasileiros poderão analisar os gastos envolvendo a compra de uma casa própria antes de realizar a compra definitiva. Portanto, é uma maneira de ajudar a população em seu planejamento financeiro.

Além disto, o Minha Casa Minha Vida também está aceitando que dois novos grupos de beneficiários receba as condições do programa habitacional de forma gratuita. Veja abaixo mais informações sobre esta notícia.

Veja também:   Boa Notícia: Márcia destrava obra do Teatro Arnaud Rodrigues

Minha Casa Minha Vida gratuito para este público

Receba as manchetes do Farol de Notícias em primeira mão pelo WhatsApp (clique aqui)

Agora, os beneficiários do Bolsa Família e do Benefício de Prestação Continuada (BPC) tem acesso gratuito ao Minha Casa Minha Vida. Isto mesmo, as pessoas terão direito à moradia e habitação de graça.

A medida do governo federal busca englobar os cidadãos que estão em situação de vulnerabilidade econômica e social. Com isto, estas pessoas conseguem ter acesso à uma moradia digna.

Veja também:   Pedido de soltura de Lula é protocolado em Curitiba

Para fazer parte do Bolsa Família e/ou do Benefício de Prestação Continuada (BPC), é fundamental que o interessado tenha um registro no Cadastro Único. O registro pode ser feito Centro de Referência de Assistência Social (CRAS).

Quem pode fazer parte dos programas sociais citados acima?

Para fazer parte do BPC e do Bolsa Família, é importante que o cidadão respeite os requisitos apresentados pelo governo federal. Desta forma, não são todas as pessoas que podem fazer parte.

Para obter informações sobre o registro no Bolsa Família, clique aqui e saiba mais. 

Veja também:   Polícia investiga relação de homicídio com o tráfico em ST