ST confirma 1º caso de Síndrome Multissistêmica

Falando Francamente é de 2ª a 6ª das 11h às 12h na TV FAROL no Youtube

Publicado às 13h desta segunda, 19

Serra Talhada confirmou o 1º caso de Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (SIM-P), doença ocasionada pela Covid-19, e que ataca crianças e adolescentes. A informação veio a público nesta segunda-feira (19), pela Diretora da XI Gerência Regional de Saúde (XI Geres), Karla Milena, em entrevista ao programa Falando Francamente, na TV FAROL no Youtube.

“Foi confirmado, é o primeiro caso em Serra Talhada e o segundo na regional [o primeiro da regional foi em Flores] e já são ao todo 23 casos em Pernambuco, então a gente não pode descuidar das crianças, porque o adulto saiu para trabalhar, deixou de fazer o trabalho remoto, aí ele começou a trazer o vírus para dentro da casa, para o idoso e está trazendo para a criança também”, comentou Karla Milena, detalhando:

Veja também:   Sebastião comemora concorrência de medicina

Veja entrevista de Karla Milena na íntegra

Clica no vídeo

“O diagnóstico foi confirmado em Recife e confirmamos através da Secretaria Municipal de Saúde que entrou em contato com o hospital em Recife para onde a criança foi levada, graças a Deus ela está bem, e vai seguir em observação, para que não apareçam novas complicações ou que tenham ficado sequelas da contaminação com o vírus”.

Em Serra Talhada, a SIM-P foi diagnosticada em um menino 8 anos, da AABB, que chegou a ser transferido com urgência, no dia 5 de outubro, para uma UTI na Capital. Após três dias na unidade de tratamento intensivo, deixou o setor e hoje é considerado curado. A criança havia contraído a Covid, mas ficou assintomática.

Veja também:   Tributo a Virgolino em Serra Talhada

COVID E ELEIÇÕES EM SERRA TALHADA

Karla Milena também falou francamente sobre os eventos políticos em Serra Talhada onde estão sendo registrados aglomerações e carreatas com candidatos e militâncias sendo avistados sem máscaras.

“Em relação às coligações, eu recomendo que todo cuidado ainda é pouco. Principalmente, quem acha que já teve, porque além da reinfecção, que não é ainda num percentual significativo, mas quem já teve pode entrar em contato e pode ser um transmissor, carregar esse vírus com ele e levar para as pessoas que nunca tiveram”.

Veja também:   Comitê Brasileiro comemora fim da Olimpíada sem nenhum caso de covid-19

“Um conselho para os candidatos e para os militantes, é que mesmo no calor da emoção, da comemoração, não baixe a guarda, mesmo quem já teve pode correr o risco de transmitir, pode ser um hospedeiro, acho que se você vai numa carreata, num carro aberto, acho só suficiente irem os candidatos da majoritária e os demais que sigam em outros carros”.

LEIA TAMBÉM

Caso de Síndrome Multissistêmica investigado em ST