Surgem mais denúncias sobre estradas em ST, secretário silenciaPublicado às 10h20 desta quinta-feira (27)

Boa parte dos debates que ocorreram na sessão ordinária da última terça-feira (25), na Câmara de Vereadores, girou em torno da más condições das estradas rurais de Serra Talhada. O tom foi dado pelo vereador Vandinho da Saúde, mas também corroborado pelo vereador governista André Maio.

Ambos estão insatisfeitos com o silêncio e a ‘maresia’ do secretário de Agricultura, Fabinho do Sindicato, que sonha em ser vice na chapa de Márcia Conrado, no ano que vem.

Veja também:   Márcio e Faeca se movimentam para 2020

“Eu fiquei indignado quando se chega nessa tribuna e fala que as estradas estão em boas condições e que  está se fazendo que está se trabalhando. Passou um nobre vereador aqui e agradeceu a prefeita [Márcia Conrado] por fazer as estradas mas no final já cobrou para fazer outra estrada. Eu passei esse final de semana em várias estradas vicinais aqui do nosso município: todas ruins, em estado precário”, disse Vandinho da Saúde.

Segundo o parlamentar, o município dispõe de algumas máquinas próprias e outras locadas, mas não dão conta do serviço. Por outro lado, Vandinho também teceu críticas a prefeita Márcia Conrado, afirmando que tem vereador gastando do próprio bolso por omissão do governo.

Veja também:   Prefeitura vai liberar R$ 90 mil para blocos em ST

“Já passaram sete meses e o mais vergonhoso ainda é eu ter que chegar na tribuna da Câmara e dizer que na minha região tem uma passagem molhada para ser feita e o líder da comunidade, o vereador, ter que dizer que vai tirar o dinheiro do bolso  para fazer uma passagem molhada. Isso é revoltante. Tem um vereador que está fazendo uma passagem molhada e está arcando com o bolso dele. Coisas que são obrigação do município fazer.  A prefeita chega: ‘vamos fazer uma parceria? Eu dou os tubos, tu dá o cimento. Eu dou a brita, tu dá a areia. Ou então eu dou o material e vocês dão a mão de obra. Isso é vergonhoso!”, disparou Vandinho da Saúde.

Veja também:   Homem é preso por manter pai, irmã e sobrinhos em cárcere privado, diz Polícia Militar

O secretário Fabinho do Sindicato não se manifestou sobre o assunto. Em outras oportunidades, quando foi convidado pelo Farol para o debate, ele não respondeu.