Do G1 PE

Segundo núcleo que monitora animais marinhos silvestres na cidade, área foi isolada, na madrugada desta sexta-feira (25). Filhotes devem nascer em até 70 dias.

Uma tartaruga-de-pente desovou nas primeiras horas desta sexta-feira (25), dia de Natal. O fato aconteceu perto da curva do Sesc, na praia de Candeias, em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife. Segundo especialistas, essa é uma espécie ameaçada de extinção.

Vídeos enviados para o WhatsApo da TV Globo mostraram o animal colocando os ovos no ninho, na areia. Depois, a tartaruga segue para o mar.

De acordo com o Núcleo de Monitoramento dos Animais Marinhos e Silvestres, da prefeitura da cidade, moradores acionaram a administração municipal parta isolar a área.

Os ovos da tartaruga-de-pente foram colocados a cerca de 60 centímetros de profundidade. Ainda segundo o núcleo, o objetivo é proteger o ninho.

“Essas tartarugas colocam entre 80 a 200 ovos, por vez. Podem nascer todos. Isso depende das condições climáticas”, afirmou o chefe do núcleo, Adriano Artoni.

A expectativa é que o nascimento dos filhotes ocorre entre 45 e 70 dias. Até lá, a administração municipal fará o monitoramento da área. “Deverá ser a primeira eclosão de 2021”, disse Artoni.

De acordo com Artoni, mais de três mil filhotes de várias espécies de tartaruga nasceram em Candeias.

OUTRAS ESPÉCIES 

Em 23 de agosto deste ano, a orla da Praia de Piedade, em Jaboatão, ficou repleta de filhotes de tartaruga-oliva.

De acordo com a prefeitura, 103 delas nasceram durante a madrugada, de um ninho que estava sendo monitorado pela Secretaria Executiva de Meio Ambiente e Gestão Urbana (Semag).

A região é comumente utilizada por tartarugas para depositar os ovos. Ao todo, desde janeiro, 2.494 filhotes de tartaruga-marinha nasceram na cidade e fizeram o percurso entre a areia e o oceano.