Do Folhape

Foto: Reprodução do Twitter

No intervalo da partida entre Corinthians e Boca Juniors disputada na Neo Quimica Arena, na última terça-feira (26), um torcedor do Boca foi detido por ter feito gestos imitando macaco em direção à torcida corintiana.

O homem inicialmente foi levado para 24° DP, mas já na madrugada desta terça-feira (27) foi transferido para a Delegacia de Polícia de Repressão e Análise aos Delitos de Intolerância Esportiva (Drade), que fica no prédio do Departamento de Operações Policiais Estratégicas (Dope), no Centro de São Paulo.

Ele vai responder pelo crime de injúria racial, indicado no artigo 140, parágrafo 3º do Código Penal, que prevê reclusão de um a três anos e multa.

Em nota oficial, o Corinthians se pronunciou sobre o ato:

“O Corinthians repudia todo e qualquer ato de racismo e discriminação e agradece à Polícia Militar pela eficiência no apoio prestado. Esse fato só reforça a importância de nossa luta por um futebol sem ódio”.

O Timão venceu a partida por 2 a 0 e agora é o líder do Grupo E da Libertadores com seis pontos. Já os argetinos estão na lanterna com três pontos conquistados.

Na partida entre River Plate e Fortaleza, na Argentina, também houve um caso de racismo envolvendo torcedores argentinos. Naquele episódio, um homem jogou uma banana para a torcida do Leão do Pici.

Veja também:   Gabriel Monteiro vira réu por filmar sexo com adolescente