Publicado às 04h42 desta terça-feira (2

A professora Maria das Dores Nunes, moradora do distrito de Bernardo Vieira, zona rural de Serra Talhada, entrou em contato com o Farol de Notícias, nessa segunda-feira (01), para relatar sobre um acontecimento que a deixou muito triste e revoltada. Ela explicou que na PE 414, que liga Bernardo Vieira a Serra Talhada, um trator de esteira esburacou mais de oito quilômetros de asfalto.

Segundo ela, o fato aconteceu nesse sábado (30), mas só presenciou ontem (segunda-feira). “Eu fiquei com tanta raiva que não tive nem coragem de tirar foto. Me informaram que este trator estava em cima de um caminhão, e esse caminhão quebrou. Tiraram o trator de cima do caminhão, e esse trator andou mais de oito quilômetros em cima do asfalto de Bernardo Vieira, esburacando. Um trator de esteira em cima de um asfalto não deixa coisa boa. Eu fiquei revoltada, eu fiquei transtornada quando vi. Esse trator desmantelou uns quatro quilômetros de Bernardo Viera saindo para Serra Talhada”, lamentou.

Veja também:   Cantando na Concha tem 1° eliminatória neste domingo (14)

A professora explicou para o Farol o porque da sua indignação: “Me deu vontade de chorar, eu fiquei revoltada. Quando a gente vê uma coisa daquela… Porque foi um sonho para a gente conseguir o asfalto. A gente sofria tanto para chegar em Serra Talhada. Hoje tem um asfalto, e um indivíduo fazer um negócio desse! A gente fica muito triste. Me contaram mas eu não acreditei. Quando eu vi o que tinha acontecido… A gente fica triste porque acabam as coisas do lugar. Uma pessoa veio e ajeitou os buracos das laterais que estavam dafinicando com as chuvas. Um conserta o que está sendo danificado e outros vêm e danificam muitos quilômetros.”