Nos anos 70, o serratalhadense Vilmar Gaia surgiu para o Brasil como o “Lampião” do século 20. Foi alvo de matérias  de várias revistas nacionais e jornais de toda a nação. Criou-se um mito em torno de um rapaz que, assim como Virgolino Ferreira, resolveu vingar a morte do pai, Batista Gaia. Naquele tempo polícia e bandidos se confundiam nas ações e Vilmar resolveu atuar do seu próprio modo. Criou-se até um glamour em torno do personagem, que acabou se tornando um mito.

Vilmar foi preso em 20 de agosto de 1976, na cidade de Ipaú-Mirim (CE). Ele se encontrava na fazenda Quitéria (fotos) quando foi surpreendido pela equipe do então capitão Ferreira dos Anjos, que logo foi elevado ao posto de major. Quem viveu aqueles tempos não guarda boas recordações. O clima era de medo nas ruas de Serra Talhada. Hoje, Vilmar Gaia ainda é alvo de debates em rodas de mesa de bar e vive em paz, na região Centro-Oeste, na companhia da família. Conte alguma história daqueles tempos.

Na foto 2, Vilmar Gaia posa de braços cruzados, chapéu de massa e óculos escuros. Major Ferreira, agachado aos pés de Gaia, posa como se exibisse um troféu.