Publicado às 06h32 desta quarta-feira (20)

Por Paulo César Gomes, Professor, escritor e colunista do Farol

Em 05 de maio de 1991, o ex-presidente Lula visitou oficialmente Serra Talhada pela segunda vez, a primeira foi na década de 1980, logo após a fundação do Partido dos Trabalhadores (PT) na cidade. A presença do petista foi acompanhada por observadores do governo federal e registrada em documento confidencial de cinco páginas que faz parte do arquivo público do Ministério da Justiça.

Na ocasião foi realizado FÓRUM PERNAMBUCANO DE ENFRENTAMENTO À PROBLEMÁTICA DA SECA, tendo início às 9h e encerramento às 13:30h, acompanharam o ato cerca de 4 mil pessoas.  Segundo o documento, “O objetivo principal do Fórum é de elaborar e apresentar propostas ao Governo Federal, para solucionar o problema da seca na região, além de auxiliar o movimento sindical com informações técnicas para as lideranças e o fornecimento de folhetos para os trabalhadores”. O texto ainda aponta que foram feitas duras críticas ao então presidente Fernando Collor e a “sua política de assistência para o Nordeste, assim como a necessidade de uma nova política de reforma agrária como solução para o combate à estiagem”.

Veja também:   Confira a previsão de hoje (11/08) para seu signo

O evento foi organizado pelo Sindicato dos Trabalhadores Rurais, CUT, FETAPE e contou com o apoio do PT. Lula discursou em cima de um caminhão improvisado como palanque que estava posicionado na Rua Cornélio Soares (Rua dos Correios). O documento confidencial detalha trechos do petista, entre elas, a citação sobre o “porque os açudes sempre estão mais perto das grandes propriedades e mais distantes dos pequenos agricultores”. Em outro momento Lula faz um contraponto de Fernando Collor, seu adversário nas eleições presidenciais de 1989 e que havia estado no município em janeiro daquele ano, promovendo uma ação de distribuição de cestas básicas. “No momento em que o próprio Presidente Collor vai à Serra Talhada e Juazeiro do Norte, não pode fazer proselitismo distribuindo cestas básicas à população. Devem sim, tomar medidas que amenizem a situação provocada pela seca, que é um problema secular.

O ato público também foi marcado por mais uma fala histórica do Bispo da Diocese de Afogado da Ingazeira, Francisco Austregésilo de Mesquita, que afirmou”a seca só terminará quando chegar a reforma agrária”, ele também lamentou não existir tecnologia adequada para o aproveitamento das águas das chuvas na região. Dom Francisco, que faleceu em 2006, foi um dos grandes amigos do ex-presidente Lula na região, ao lado do também já falecido ex-deputado estadual e ex-presidente da FETAPE e CONTAG, Manoel Santos, o Mané de Serra.

Veja também:   Festa de Setembro movimentará R$ 15 milhões

A ÚLTIMA PASSAGEM DE LULA POR SERRA TALHADA

A primeira vez que se noticiou da vinda de Lula à Serra Talhada foi durante a campanha eleitoral em 1982, quando o Partido dos Trabalhadores lançou as candidaturas do sindicalista Raimundo Aquino, para prefeito, e do médico Luiz Aurelino Carvalho, para deputado federal. Ainda nessa eleição, o PT havia lançado para o governo do estado Manoel da Conceição e para o senado Bruno Maranhão.

 A última passagem de Luiz Inácio Lula da Silva pelo município foi em 1998, quando ele visitou a primeira ocupação de terras realizada pelo Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) na região do Sertão do Pajeú. O ato ocorreu às margens do lado do açude de Serrinha, uma obra federal que por décadas foi apontada como uma das soluções para a seca e para o desenvolvimento da agricultura familiar. Lula discursou para um grupo de cerca de 50 famílias de trabalhadores rurais. Também se fizeram presentes sindicalistas, professores, estudantes, jornalistas, militantes do movimento cultural, lideranças do PT e o ex-prefeito de Mirandiba Nelson Pereira. Após o evento, o ex-presidente se dirigiu à capital pernambucana.

Veja também:   A falange da estupidez política nas Eleições de 2022, por Bel Alves

LULA CIDADÃO SERRA-TALHADENSE

 Através do Projeto de Lei Nº 002/2010, de autoria do ex-vereador do PT, Zé Pereira, a Câmara de Vereadores concedeu a Luiz Inácio Lula da silva, o título de Cidadão Serra-talhadense. Segundo Zé Pereira, “a concessão do título foi uma forma singela de agradecer o Presidente Lula pela instalação da UAST/UFRPE em nossa cidade”.  Passados mais de 12 anos da aprovação do projeto, o título de cidadão serra-talhadense nunca foi entregue a Lula.

ACESSE DOCUMENTO SECRETO

 Visita de Lula a Serra Talhada em 1991.pdf