Waldemar diz que dialogou, mas que não fechou nada com Márcia
Deputado Federal Waldemar Oliveira em entrevista na TV Farol de Notícias – Foto: Reprodução

Colocando os pingos nos ‘is’ e esclarecendo muitas suposições feitas no universo político de Serra Talhada, o deputado federal Waldemar Oliveira (Avante) concedeu entrevista no Programa do Farol, no Youtube, neste sábado (16).

A princípio, Waldemar foi cauteloso e afirmou categoricamente que ainda não há aliança do Avante com o grupo da prefeita Márcia Conrado (PT) para as eleições de outubro.

Nas entrelinhas, ele deixou escapar que pregos começaram a ser batidos por alguns membros da base, mas ainda sem nenhuma ponta virada.

“A gente sentou, a gente conversou com a prefeita. Uma conversa produtiva, com objetivos de melhorar a cidade. Assim como, de eu levar emendas para ajudar ela a fazer mais obras para a cidade. Mas, como dizia meu querido primo e amigo deputado Inocêncio Oliveira, não há prego batido e ponta virada, não. A gente só conversou e foi só. Tive uma conversa boa com a prefeita, mas a gente não bateu o martelo em nada. O que eu posso dizer a vocês é que a gente vai voltar a conversar mais vezes”, ponderou.

Veja também:   Idosa fica presa ao cinto do carro e é arrastada por três quarteirões

Receba as manchetes do Farol em primeira mão pelo WhatsApp (clique aqui)

 AVANTE FRAGMENTADO?

A bancada do PF questionou Waldemar sobre uma possível fragmentação de caminhos que a base do Avante em Serra Talhada tem tomado.

Citando três das lideranças na cidade, André Terto, Duquinho e Faeca são os que divergem em opiniões. Ele ratificou que vence a maioria. Bem como, crê que a tendência é o apoio ao projeto de reeleição da prefeita petista.

“A opinião dos três são importantes, ainda que divergentes. Faz parte do debate político e reitero. O Avante é um partido que escuta todo mundo, e os três fazem parte da base do Avante. Eu acho que é normal todo mundo dar sua opinião, mas no final vence a maioria. Atualmente, eu acho que está tendente a apoiar a reeleição da prefeita. E se assim o for, eu vou acatar a opinião da maioria. Porque eu sou grupo e política na vida só se faz com grupo”.

Veja também:   Flores fortalece agricultura com aração de terra

Os principais fatos de Serra Talhada e região no Farol pelo Instagram (clique aqui)

TERCEIRA VIA OU OPOSIÇÃO?

Ele defendeu a força do Avante como um dos maiores partidos de Pernambuco. Posteriormente, o deputado ratificou que é necessário ouvir todos de sua base.

“A gente tem o André Maio que está muito empolgado em ser o nosso candidato a prefeito pelo Avante. A gente tem conversas com o grupo de Luciano. Então, eu acho que a gente precisa ver qual o melhor caminho que vamos seguir para o grupo do Avante e para Serra Talhada, é claro. A gente não vai deixar que o Avante se esfacele”, garantiu.

Veja também:   Confira a previsão de hoje (03/03) para seu signo

VEJA A ENTREVISTA NA ÍNTEGRA