Zuckerberg revela "bronca" da mulher por construir ringue de luta no jardim de casa

Da Folha de PE / Reprodução: Instagram

Mark Zuckerberg tem mostrado aos seguidores uma rotina de duros treinos em artes marciais mistas, em especial desde que topou enfrentar o dono da Tesla e do Twitter, Elon Musk, numa batalha entre bilionários. Mas a preparação do CEO da Meta, controladora do Instagram e do Facebook, não contava com uma oponente: a própria mulher do empresário, que não ficou nada feliz com a instalação de um ringue no quintal da casa da família.

O empresário revelou prints de uma conversa com Priscilla Chan em que ela repreende o marido por ter colocado um octógono no jardim de casa.

“Você viu o octógono que eu coloquei no quintal?”, perguntou Zuckerberg.

“Sim, eu vi”, respondeu ela.

“Ficou incrível”, elogiou ele.

“Mark”, rebateu ela, seca.

“Eu fiquei cuidando daquela grama durante dois anos”, reclamou Priscilla Chan.

No mês passado, Mark Zuckerberg foi graduado faixa azul com ponta preta no jiu-jítsu e anunciou que passaria a competir nesse novo nível com a equipe Guerrilla Jiu-Jitsu San Jose. O CEO da Meta agradeceu o treinador Dave Camarillo pela evolução no esporte.

Veja também:   Homem é assassinado a tiros no Sertão de PE

Zuckerberg entrou de vez no mundo das artes marciais após ser cogitada a organização de uma luta entre ele e Elon Musk, dono do Twitter e da Tesla. O dono da Meta (dona de Instagram, Facebook, WhatsApp e do novíssimo Threads) já havia publicado em suas redes sociais um registro no qual aparece treinando ao lado dos, nada menos, campeões dos pesos médio e pena do UFC, o nigeriano Israel Adesanya e o australiano Alexander Volkanovski, respectivamente.

A “trajetória” dele nos ringues, porém, já vem de algum tempo. Em entrevista ao podcast do influencer Joe Rogan no ano passado, Zuckerberg contou que costumava praticar esportes como corrida e surf, mas, após o início da pandemia, acabou se aproximando do mundo do MMA, por meio de amigos surfistas que o apresentaram a Dave Camarillo, conceituado treinador de jiu-jítsu.

“O mais louco é que realmente é o melhor esporte. Desde a primeira sessão que fiz, uns cinco minutos depois, eu pensei: ‘Onde isso estava durante toda a minha vida?”, contou Zuckerberg.

Camarillo é treinador de nomes conceituados no MMA, como o ex-campeão dos pesos pesados Cain Velásquez. Mesmo assim, rasgou elogios ao desempenho de Zuckerberg nos treinos e chegou a afirmar que o dono da Meta foi “um dos melhores alunos” que já teve.

Veja também:   Real Madrid x Manchester City vale vaga na final da Champions

“Ele é incrível. É extremamente esforçado, como todo mundo sabe. Muitas pessoas têm um negócio e são bem-sucedidas e têm esse lado da vida, mas raramente mergulham no lado físico, especialmente com algo como jiu- jítsu e MMA, e têm a mesma quantidade de sucesso ou até mesmo passam do dia 1 ou mês 1. Ele não é esse tipo de cara. Acho que ele tem um bom equilíbrio entre o que faz com seus negócios e o que faz no mundo físico. E ele se destaca”, afirmou Camarillo.

Provocação
Em seu primeiro registro público sem camisa no Instagram, feito nessa terça-feira, o dono da Meta ostentava um abdômen definido. A publicação foi feita pela conta de Adesanya, marcando os outros dois colegas de treino, acompanhada da legenda “No fugazi with Mark. This is Serious Business” (“Sem caô com o Mark. Esse é um negócio sério”, em tradução livre).

Veja também:   Maduro pode cair, afirma ex-chefe inteligência

Musk desafiou o CEO da Meta para uma luta no mês passado, à qual Zuckerberg respondeu pedindo o local do encontro. O gesto foi em resposta a uma conversa sobre a Meta iniciar um serviço que poderia se tornar um rival em potencial para o Twitter de Musk. Apesar de tudo aparentemente não passar de uma brincadeira, segundo o site TMZ, os dois bilionários estão “all in” na ideia e negociam com Dana White, dono da franquia UFC, os detalhes da luta “diariamente”.

No fim de junho, autoridades italianas ofereceram o campo histórico de batalha do Coliseu, em Roma, para a organização da luta, segundo a “TMZ Sports”.

De acordo com o site, o Ministério da Cultura da Itália entrou em contato com Zuckerberg para sugerir a realização da “luta do século” entre os bilionários na arena de gladiadores mais lendária da História. O CEO da Meta, controladora do Facebook, repassou a mensagem ao chefe do UFC, Dana White, cuja equipe já está em conversas com as autoridades italianas sobre a viabilidade do negócio.