Do Diario de Pernambuco

De acordo com um levantamento realizado por cientistas bolivianos, a geleira Tuni, que fica no país andino, está desaparecendo mais rápido do que o previsto inicialmente. Como consequência, La Paz pode sofrer com uma escassez de água mais severa do que a que já atinge a capital, que fica a apenas 60 quilômetros de distância.

Os cientistas da Universidad Mayor de San Adrés (UMSA) declararam que a geleira foi reduzida a apenas 1 km², ante a enorme extensão que abrigava o espaço. A previsão inicial era de que a geleira durasse até 2025, mas agora o seu desaparecimento está cada vez mais próximo.
Apesar de diminuir desde a Pequena Era Glacial, quando enormes campos de gelo cobriam diversas montanhas da região, a rápida mudança do clima acelerou em muito o processo de derretimento da geleira. Entre as consequências estão chuvas torrenciais e secas, além de menos incidência de neve nas montanhas.
Veja também:   'Quis me levar para o banheiro à força', diz sexóloga que acusa Edi Rock