Do Metrópoles

Um grupo de homens armados abriu fogo contra fiéis em uma igreja católica na região de Ondo, sudoeste da Nigéria, neste domingo (5/6). Pelo menos 50 pessoas, incluindo crianças, morreram no ataque, segundo informações da imprensa local.

De acordo com testemunhas, os criminosos invadiram a tiros a missa matinal do templo religioso São Francisco, onde as pessoas estavam reunidas para celebrar o domingo de Pentecostes. Eles ainda fizeram uso de explosivos e levaram um padre e alguns fiéis como reféns.

A região onde fica a igreja era considerada relativamente pacífica, em comparação a outros territórios no país marcados pela instabilidade provocada pelo extremismo islâmico. A identidade e motivação dos invasores ainda não foram identificados.

Em comunicado, o presidente Muhammadu Buhari condenou o ataque, classificado como “hediondo”. Após o massacre, o governador do estado Arakunrin Oluwarotimi Akeredolu, interrompeu uma viagem à capital Abuja e voltou à região.

“Vamos comprometer todos os recursos disponíveis para caçar os responsáveis e fazê-los pagar”, disse à imprensa internacional.

Veja também:   Mulher tem rosto atravessado por flecha de aço de 70 cm