ILUSTRAÇÃO
ILUSTRAÇÃO

O voo que transportava a equipe de futebol Chapecoense caiu na madrugada desta terça-feira, nas proximidades de Medellín, na Colômbia. O avião, da empresa boliviana Lamia, transportava 81 pessoas, sendo 72 passageiros e 9 tripulantes. Informações do aeroporto José María Córdova confirmam seis sobreviventes. De acordo com nota oficial, as buscas aéreas foram encerradas por conta do mau tempo. O acesso só é possível por terra e o local é de difícil acesso.

Entre os resgatados com vida e levados para o hospital San Juan de Dios, em La Ceja, está o jogador Alan Ruschel. Ele estava consciente. O goleiro Danilo e o jogador Jackson Follman também teriam sido levados ao hospital. A rádio colombiana Caracol afirmou que há vários mortos no acidente, mas ainda não há confirmação oficial do número. Em entrevista à rádio, um bombeiro que está no local do acidente afirmou que há sobreviventes, mas não conseguiu precisar quantos.

Veja também:   Apae alerta para fraudes utilizando o pix em todo o Brasil

O repórter da rádio Caracol, Roberto Urrea, afirmou que “muitas vítimas gritam por socorro e dizem seus nomes”. “O lugar é muito difícil de chegar. No momento, só chega Deus”, afirmou na rádio. A temperatura no local é estimada em 5 graus. O avião não explodiu, o que aumenta a expectativa por sobreviventes.

A nota oficial  do aeroporto especula que a causa da queda foi uma falha elétrica. Um especialista em segurança de voo afirmou a uma emissora de TV colombiana que o piloto do avião da Lamia pode ter liberado o combustível ainda no ar para evitar a explosão da aeronave no pouso forçado.

Veja também:   Para Duquinho, PT não fará protestos contra Temer em ST porque está 'caladinho no poder'

O avião havia saído da cidade de Santa Cruz de La Sierra, onde fez uma parada técnica. O Chapecoense iria jogar nesta quarta-feira contra o Atlético Nacional pela final da Copa Sul Americana. A Conmebol já adiou indefinidamente a data da final. O presidente da Conmebol, Alejandro Dominguez, lamentou o acidente e está indo para Medellín acompanhar a situação.

Ocupantes do voo
A delegação da Chapecoense estava toda no voo, composta por 48 membros do time, 21 jornalistas e três convidados. Entre os ocupantes estavam os jogadores pernambucanos Kempes e Cleber Santana. Ananias, que jogou no Sport, também estava abordo do avião. Além de jogadores e equipe técnica, jornalistas integravam a comissão, como o locutor da Fox Sports Deva Pascovicci e o ex-jogador e comentarista da Fox Sports Mario Sérgio. Confira aqui a lista completa. O prefeito reeleito de Chapecó, em Santa Catarina, Luciano Buligon estava na lista de convidados divulgada pelo time antes da viagem, mas já se manifestou dizendo que não pegou o voo que se acidentou.

Veja também:   Homem mata irmã e sobrinha em Serra Talhada

Do Diário de Pernambuco