Publicado às 10h17 desta quarta-feira (2)

Por Dr. Leandro Lucena, professor de estatística da UFRPE-UAST

Com mais 27 novos casos da COVID-19, Serra Talhada ultrapassa os 5 mil casos acumulados, contabilizando 5.008. Nas últimas quatro semanas antes das eleições (15/11), o município registrou média de 19,4 casos (período de 19 a 23/10); 14,8 casos (período de 26 a 29/10); 22 casos (período de 3 a 6/11) e 24,4 casos (período de 9 a 13/11). Após as eleições as médias continuam a subir, 23 casos (período de 16 a 20/11); 25,2 casos (período de 23 a 27/11) e nesta semana a média até o presente momento é de 38 casos diários. O município registra ainda 66 óbitos, levando a uma mortalidade de 7,7 para cada mil habitantes e uma letalidade de 1,3%.

O pico da primeira onda que aconteceu em 15 de agosto, o fim da primeira onda que ocorreu no dia 01/11 e o crescimento da segunda onda, foram previstos por modelagem estatística muito antes de serem concretizados. Tais afirmações podem ser observadas na figura abaixo, onde verifica-se: o Pico da primeira onda, o final da primeira “onda” e consequentemente o início da segunda “onda”, indicando crescimento da quantidade de casos diários no município.

Outro indicador que esta voltando a crescer é o de média móvel, que em 02/11 registrou média de 4,1 casos diários (indicando fim da primeira “onda”), desde então este indicador vem crescendo pois sete dias após (09/11) registrou valor de 17,3 casos, dia (16/11) apresentou valor de 17,7 casos, passando para 18,3 casos em 26/11 e hoje (02/12) apresenta valor de 20,1 casos diários, como verifica-se na figura abaixo:

Com este comportamento atual do vírus no município e levando em consideração o modelo estatístico com margem de erro de 5% para mais ou para menos é esperado para hoje (02/12) o registro de mais 27 casos, chegando aos 5.035 casos (variando entre 5.030 e 5.040 casos acumulados), seguindo esta tendência o modelo prever para quarta (03/12) 5.063 registros acumulados (variando entre 5.053 a 5.068), na quinta (04/12) 5.092 casos acumulados (variando entre 5.081 a 5.098), já para sexta (05/12) é possível que o município chegue aos 5.123 casos acumulados (variando entre 5.107 a 5.130), conforme Figura abaixo.

Veja também:   Mulheres esquentam segunda noite do São João de ST

Não é de mais esclarecer, que os estudos são feitos baseados nos registros diários disponibilizados pela Secretaria de Saúde do município. Logo, se há coincidência da diminuição de casos diários durante o período eleitoral e o crescimento pós-eleição, isto se deve aos próprios registros disponibilizados pela Secretaria de Saúde. Se há incoerência nas informações, esta não esta ligada ao estudo estatístico, mas aos dados reais ou irreais da quantidade de registro de infectados disponibilizados e divulgados pela própria Secretaria de Saúde durante estes períodos. Lembre-se que as estimativas de registros acumulados, diários e média móvel são realizadas de acordo com esta base de dados.