Ocorreu nessa sexta-feira (23) o falecimento de Dona Luiza, conhecida por Dona Luiza de Gerônimo do Catolé, de Serra Talhada. O corpo está sendo velado em sua residência na Fazenda Serrinha. O sepultamento será neste sábado (22), às 10 horas da manhã no cemitério da Fazenda Catolé. “Ela faleceu na sua casa, no seu leito, ao lado dos seus filhos e neto”, disse a filha Sandra Rejane.

Quem era Dona Luiza

Dona Luiza faria 96 anos no dia 1º agosto. Fazia algum tempo que ela lutava contra a doença de Alzheimer.

Era a filha mais velha de sete irmãos. Ela nasceu em uma fazenda conhecida como Riacho das Pedras. Desde cedo ia “para as casas de farinhada ajudar o pai a fazer farinha porque, naqueles anos, […] as famílias se sustentavam das farinhadas”, conta Sandra Rejane.

Veja também:   Ladrões fazem arrastão no bairro AABB; só ar-condicionados levaram sete

Aos 25 anos casou-se com o Sr. Gerônimo Manoel da Silva, conhecido por Gerônimo do Catolé, ele era “um homem íntegro de muitas amizades, que só plantou o bem”, relata a filha do casal.

Dona Luiza teve 14 filhos quando ainda morava na Fazenda Riacho das Pedras. Depois passou a morar na Fazenda Barroca em Serra Talhada. Uma mulher guerreira que, mesmo após a morte do seu esposo e de um filho, permaneceu firme, com muita fé para criar seus filhos e tomar de conta das propriedades. Dona Luiza teve 14 filhos, 40 netos, 47 bisnetos e 8 tataranetos.

Mas não foi só na farinhada que essa mulher tão querida por todos, trabalhou, ela costurava as roupas dos seus próprios filhos. Sua filha, Sandra Rejane, proprietária da Spool Black Tie, uma loja de alugueis de roupas para casamentos, formaturas e outros eventos, no Centro de Serra Talhada, diz que agradece a Deus todos os dias, o que é, pois deve a sua mãe que a ensinou a trabalhar e a viver do seu sustento.

Veja também:   Sebá: Dinheiro do Aeroporto está 'dormindo'

“Ela morava à beira de um estrada. Quem nunca passou aqui na casa da minha mãe para entrar e não tomar um café, almoçar, jantar e ter um bom papo?”, relembra a filha.

Dona Luiza deixa muita saudade para todos os seus entes queridos, para sua família, seus parente e seus amigos, que eram  muitos.