Intervalo de treinos ajuda a recuperar e dar mais intensidade física a Pipico

Por Diário de Pernambuco

 

O preparo físico do time do Santa Cruz tem sido um ponto de atenção no clube neste início de temporada. Com um grupo ‘heterogêneo’, onde alguns atletas apresentam um nível acima de outros, até por terem se apresentado ao longo dos jogos, a comissão técnica tem se preocupado em balancear e recuperar os que ainda podem atingir um nível maior. Como é o caso do atacante Pipico.

Apesar dos 37 anos sugerirem uma atenção maior, o técnico Ranielle Ribeiro reiterou diversas vezes que a fisiologia do atleta não tem sido problema. Contudo, o fato de não ter realizado a pré-temporada com os demais é um fato a ser observado e trabalhado com mais atenção nestes próximos dias, onde o time terá um intervalo maior para treinar.

Veja também:   Interior enfrenta crise com falta de oxigênio

“Esse ritmo de jogos é implacável com o Pipico, que não teve uma pré-temporada. Principalmente no papel de pressionar a primeira linha. É querer demais que também imponha uma pressão e uma condição para dificultar a passagem do adversário”, explicou.

Cobrado por ter substituído Pipico contra o Atlético-BA, Ranielle reforçou a confiança no camisa nove. “Eu entendo o torcedor, porque o Pipico é decisivo e quando a bola chegar, ele vai guardar.”