Foto: Arquivo Farol

A prefeita Márcia Conrado disse, durante entrevista ao programa Falando Francamente, na TV Farol no Youtube, que está ciente da “politicagem” da oposição na tentativa de desestabilizar o seu governo visando as eleições 2024. Demonstrando tranquilidade, a gestora afirmou – defendendo um modelo de gestão – que “fez questão” de tirar várias pessoas de sua parentela de dentro da Prefeitura, inclusive uma tia e a própria irmã.

“Eu acho que a gente tem que ter muito pé no chão, ser muito humilde para entender o que a politicagem faz, eu fiz questão de tirar várias pessoas da minha família que trabalhavam na Prefeitura, tia Gilvanete que era uma pessoa que trabalhava desde a época do [ex-prefeito] Augusto César, minha irmã [Maysa Conrado], que era coordenadora da assistência farmacêutica e que hoje é efetiva do Estado…”, afirmou Márcia.

SOBRE A SOGRA

Partindo em defesa da sogra como secretária de Saúde, Lisbeth Rosa Lima, Márcia afirmou que tem a consciência tranquila de que colocou no cargo uma pessoa competente e que a oposição não irá conseguir “inverter” a lógica tentando atacá-la de diferente maneiras.

“Mas a Saúde eu coloquei na mão de uma pessoa competente, que já foi secretária em outros lugares e é minha sogra. E aí eu tenho a consciência e a tranquilidade de entender que a oposição, por si, quer utilizar esse meio para bater em mim duas vezes. Porque aí acham que eu não sei separar o lado pessoal do lado profissional e que eu vou inverter isso e criar uma crise em família”.

ASSISTA AO TRECHO DA ENTREVISTA