Morre homem que queimou o próprio corpo diante do tribunal onde Trump é julgado
Julgamento de Trump – Foto: Mark Peterson/POOL/AFP

Por Folha de Pernambuco

homem que ateu fogo sobre si diante do tribunal de Nova York, onde Donald Trump está sendo julgado, sucumbiu aos danos, disse à polícia neste sábado (20).

De acordo com a polícia, Maxwell Azzarello, de Saint Augustine, Flórida, nasceu em 1987.

Várias testemunhas contaram que o viram lançar panfletos para o alto e depois abrir um recipiente, derramar o conteúdo sobre o corpo e atear fogo em si próprio com um isqueiro, numa praça perto do tribunal.

Veja também:   Cenário entre governistas fica instável em Serra Talhada

Os principais fatos de Serra Talhada e região no Farol de Notícias pelo Instagram (clique aqui)

O homem foi hospitalizado em estado grave, mas sucumbiu aos ferimentos, confirmou uma porta-voz da polícia de Nova York à AFP na manhã deste sábado, sem dar mais detalhes.

O incidente ocorreu pouco depois que o tribunal concluiu a seleção de jurados, 12 titulares e 6 suplentes, que selarão o destino de Trump neste julgamento histórico.

Receba as manchetes do Farol de Notícias em primeira mão pelo WhatsApp (clique aqui)

Trump, que pretende voltar à Casa Branca nas eleições de novembro, é acusado de ocultar um pagamento a uma ex-atriz pornô para comprar o seu silêncio na reta final da campanha para as eleições de 2016, às quais venceu.

Veja também:   Parlamento de Israel é dissolvido