Pré-candidato tem ideias para mudar cenário da saúde em ST

Publicado às 06h07 desta sexta-feira (11)

TV Farol continua abrindo espaços à nova geração de pré-candidatos à uma cadeira na Câmara Municipal de Serra Talhada (CMST). A ideia é conhecer o interior de cada um, tendo como foco projetos para a cidade. Desde que o quadro teve início, cerca de 8 pré-candidatos foram ouvidos no programa Falando Francamente. O programa vai ao ar, todos os dias, no YoTube, a partir das 11 horas.

Na semana passada, a voz foi dada a Thiago Mendes, paraibano radicado em Serra Talhada há vários anos, professor e oficial de justiça. Filiado ao Cidadania, Mendes pretende cabalar votos em 2024, levando propostas e combatendo vícios da ‘velha política’. Ao ser questionado sobre projetos, ele foi direto ao ponto.

Veja também:   Luciano Duque diz que o brasileiro admira o PT

“Meu projeto de mandato é ser um mandato participativo. Um projeto que não vai diretamente propor as leis. Vai ouvir o povo. E é isso que eu estou fazendo agora. Eu estou ouvindo o povo para começar a montar meus projetos. E o que eu mais ouço hoje infelizmente com relação a área da saúde. A dificuldade de hoje de se conseguir uma vaga para uma cirurgia, para um exame, para uma consulta. O primeiro projeto chegando na câmara, doa a quem doer, vai ser Giovani, para gente ter critérios objetivos, para a gente ter uma fila para que um determinado cidadão não precise estar batendo na porta de um vereador ou de uma liderança política para estar pedindo uma esmola, porque o dinheiro é do povo”, disse Thiago Mendes, arrematando:

Veja também:   Gruta do Morcego: Do período de ascensão ao abandono de um marco da natureza em ST

“Para mim é uma humilhação. Estar se humilhando ali para pedir uma consulta, um exame ou uma cirurgia. Então meu primeiro projeto de lei vai ser focado nisso, para que os serra-talhadenses tenham uma fila com critérios objetivos. A pessoa tem tem urgência? Então essa pessoa tem direito de passar na frente. A pessoa dá para esperar mais um pouquinho? Então vai para outra fila. Então esse é um dos meus primeiros projetos a levar a Câmara dos Vereadores, se Deus quiser”.

Ainda durante o programa, o pré-candidato revelou que fará um debate sobre vários temas que preocupam os serra-talhadenses, entre eles, o desemprego.

Veja também:   Temer gasta R$ 1,75 milhão com lanches; na lista, 500 potes de sorvete Häagen-Dazs

“Um importantíssimo [projeto] é a questão de geração de emprego e renda. Eu vi um dado no  IBGE que eu fiquei um pouco triste, apesar da gente já ter melhorado, mas o a gente precisa avançar muito mais nisso. Quase 45,7% das casas de de Serra Talhada vivem apenas com um salário mínimo. O que é que dá para fazer? Com salário não dá para fazer nada. Então eu tenho vários projetos voltados para essa área de geração de emprego e renda. Queria muito debater aqui, mas eu sei que o tempo é curto”, pontuou.