Do Diario de Pernambuco 

As autoridades britânicas anunciaram nesta quarta-feira (23) ter identificado dois casos de outra cepa do novo coronavírus, “altamente preocupante” por ser “mais contagiosa”, procedentes da África do Sul, e por isso impuseram restrições de viagem “imediatamente”.

“Esta nova variante é altamente preocupante porque é mais contagiosa e parece ter mutado mais do que a nova variante identificada no Reino Unido”, declarou o ministro da Saúde, Matt Hancock.
Qualquer pessoa que tiver estado na África do Sul ou em “contato estreito” com alguém que esteve lá nas duas últimas semanas tem que se colocar “imediatamente em quarentena”, acrescentou.
A partir das 09h GMT (06h de Brasília) de quinta-feira, os passageiros procedentes da África do Sul não poderão mais entrar na Inglaterra, exceto britânicos e irlandeses e residentes permanentes, que deverão se isolar por dez dias, assim como os membros de seu lar, informou à noite o Ministério dos Transportes em um comunicado.
A medida se aplica igualmente a viajantes que foram à África do Sul ou transitaram por este país nos últimos dez dias. os voos diretos estão proibidos.
A descoberta desta nova cepa ocorre dias depois da detecção de uma nova variante no Reino Unido, que as autoridades sanitárias consideraram mais contagiosa.
Essa mutação, que coincidiu com um aumento dos casos, causou no fim de semana passado um novo confinamento de Londres e parte do sudeste da Inglaterra, assim como a suspensão das conexões entre o Reino Unido e cerca de cinquenta países.
Nesta quarta, o ministro britânico da Saúde anunciou a extensão do novo confinamento a outras regiões inglesas.
Com mais de 69.000 mortos, o Reino Unido é um dos países mais afetados da Europa pela pandemia de Covid-19.
Veja também:   Paulo ataca com demissões nas áreas de saúde em ST